26 janeiro 2016

Resenha #23: Playboy Irresistível - Christina Lauren (Universo do Livros)

Título: Playboy Irresistível
Título Original: Beautiful Player
Autor: Christina Lauren
Série: Beautiful Bastard #3
Páginas: 355
Ano: 2013
Editora: Universo dos Livros
Sinopse: Uma linda nerd. Um incorrigível Don Juan. E uma aula de química só para maiores...
Quando Hanna Bergstrom escutou de seu irmão que ela precisava ter uma vida social e se libertar um pouco da faculdade, ela jurou que iria cumprir essa tarefa: sair mais, fazer amigos, começar a namorar. E quem melhor para transformá-la na garota dos sonhos de todo homem do que o lindo melhor amigo de seu irmão, o investidor e playboy assumido Will Sumner? Will ganha a vida assumindo riscos, mas a princípio ele não bota fé na transformação daquela garota desajeitada... até que numa noite selvagem, sua inocente pupila o seduz e acaba ensinando uma lição sobre o que é ficar com uma garota ardente e... inesquecível. Agora que Hanna descobriu o poder de seu próprio sex appeal, resta a Will provar que ele é o único homem que ela precisa.


Leitura recomendada para maiores de 18 anos
ATENÇÃO! Se você não leu os livros e/ou as resenhas anteriores, pode conter spoiler

All that is rare for the rare

Finalmente o livro do meu personagem favorito de toda a série (depois de George, claro).

Hanna “Ziggy” Bergstrom mora há três anos em Nova York, só vive para o trabalho e não tem amigos. Quando seu irmão lhe dá o maior sermão, ele a manda entrar em contato com seu amigo, Will. Pelo menos ele vai ser alguém para ela conversar, além dos seus colegas de trabalho.

Meu vestido novo me pinicava, e eu desejei ter perguntado às minhas colegas de trabalho sobre essa nova meia-calça Spanx que eu estava usando. Assim que a vesti, pensei que ela tinha sido criada pelo Satã em pessoa, ou por algum homem que era magro demais até mesmo para aqueles jeans apertados que estão na moda

Will Sumner é um verdadeiro conquistador e não tem vergonha de admitir isso. Uma longa lista de mulheres e duas amantes na chamada rápida que ele encontra regularmente toda semana, um relacionamento monogâmico é a última coisa que ele quer na vida. Até Hanna aparecer na sua vida.

Entre corridas matinais e aulas de educação sexual, Will vai perceber que seus dias de conquistador podem estar chegando ao fim.

MELHOR. LIVRO. DA. SÉRIE. EVER! Não sei nem por onde começar a falar dele. Não sei se começo por Hanna e o quanto ela me representa com sua nerdice e falta de filtro. Ou Will, sendo o maior cafajeste mais fofo e o mais engraçado que já encontrei na vida. Ou com as tiradas sensacionais do livro.

- O que um seio disse para o outro? Somos amigos do peito.

Ok. Hanna. Se tem alguém em toda essa série que me representa é a Hanna. A falta de filtro entre o cérebro e a boca é uma das suas melhores qualidades. Sério. Capaz de deixar até Will vermelho de vergonha alheia.

- Não querendo mudar de assunto, mas eu assisti um pouco de pornografia ontem à noite.
Quase cuspi a cerveja.
- Deus, Ziggs, você não filtra nada que surge nessa sua cabeça?

Hanna tem um crush desde sempre por Will, desde que ela era uma adolescente nerd e ele deus grego, amigo do seu irmão e estagiário do seu pai. Sabendo da fama de Will, ela pede para ele lhe ensinar sobre a arte da sedução. Gente, desde do começo eu sabia que isso não ia sair como a Hanna planejava.

- Sei que normalmente eu falo demais, mas me sinto especialmente idiota quando estou perto de você, e não consigo parar de falar besteiras.

Will, ai Will... Pode onde começar? Pelas tatuagens espalhadas pelo corpo, por ser nerd gostosão ou seus lindos olhos azuis? Começarei pelo fato de que ele nem lembrava de Hanna direito e quase tombou pra trás ao ve-la depois de muitos anos. Ele sabia na encrenca que estava entrando quando aceitou transformar Hanna numa mulher sensual.

Esse foi um livro que eu não consegui parar de rir. Grazadeus eu li ele em casa porque senão, as pessoas na rua pensariam que eu estava ficando maluca. Hanna com suas loucuras e Will com seus comentários resultam nas melhores falas. As melhores conversas também ocorrem quando Will está com Max e Bennett.

- Sabe, o problema com os peitos é que se você tem seios grandes, nunca vai parecer magra. Você fica com marcas nos ombros por causa das alças do sutiã, e fica com dor nas costas. E a menos que esteja usando para aquilo que eles foram feitos, os seios sempre acabam atrapalhando.
- Atrapalham o quê? Minhas mãos? Meu rosto? Não diga blasfêmias na minha presença - ele olhou para o céu. – Ela não teve a intenção, meu Senhor. Eu juro.
Ignorando-o, eu disse:
- É por isso que fiz uma redução quando tinha vinte anos.
E foi nesse momento que sua expressão se transformou de brincalhona para horrorizada. Se alguém estivesse nos vendo, pensaria que eu acabara de dizer que gosto de fazer picadinho com carne de cachorrinhos e gatinhos.
- Por que diabos você faria uma coisa dessas? É como se Deus desse um presente, e você agradecesse chutando as bolas dele.
Eu ri.
- Deus? Pensei que você era agnóstico, um homem da ciência.
- Eu sou. Mas se eu pudesse enfiar a cara em seios perfeitos como os seus, acho que acabaria no céu e teria que me converter.
Senti um rubor se espalhar pelo meu rosto.
- Você acha que vai encontrar Deus nos meus seios?
- Não mais. Agora seus peitos são pequenos demais para ele se sentir confortável aí dentro – ele balançou a cabeça, e eu não conseguia parar de rir. – Você é tão egoísta, Ziggs – ele disse, sorrindo com tanta malícia que eu até perdi um pouco do equilíbrio.

- Ela está correndo comigo e usa umas blusas... sei lá. Mas, não usa sutiã esportivo. E os sutiãs que ela tem fazem aquele apertão esquisito quando parece que tem quatro seios, sabe? Apenas pensei que já que elas foram fazer compras, então...
- Deus, você é tão bonzinho, William.
- Você sabe o que eu penso sobre seios. É um assunto muito sério.
- Realmente – Max concordou – Apenas acho engraçado o jeito como você está fingindo que não gostaria de uma garota com quatro seios.

É tão fofo ver os dois se relacionando. É aquele típico caso de amizade que vira amor, mas ainda assim não deixou ser bem elaborado. Hanna sabia da fama de Will e não queria se entregar fácil assim. Afinal, a qualquer momento ele poderia largar ela. E Will, nunca havia se apaixonado na vida, de repente se vê aos pés da irmã caçula do seu amigo e ele não sabe como lidar com sentimentos tipo ciúmes.

Assim que as palavras saíram da minha boca eu senti o quanto elas pareciam esquisitas ditas por mim. Um estranho silêncio preencheu a sala, e eu sabia que uma montanha de piadas estava prestes a desabar sobre mim. Estava evidente no sorrisinho de Max.
Merda.
Ele ficou me encarando por mais um tempo antes de pedir para eu esperar enquanto puxava seu celular de dentro do casaco.
– O que você está fazendo? – eu perguntei, desconfiado
Ele disse para eu ficar quieto e apertou o botão do viva voz, para que nós dois pudéssemos ouvir a chamada. A voz de Bennett surgiu do outro lado da linha:
- Max.
- Ben. – Max respondeu, recostando-se na cadeira com um sorriso gigante no rosto. – Finalmente aconteceu.
Eu gemi, apoiando a minha cabeça nas mãos
- Você menstruou? – Bennett perguntou. – Parabéns.
- Não, seu cretino – Max disse, rindo – Estou falando do Will. Ele está apaixonado por uma garota.
Ouvimos um som alto ao fundo, e eu imaginei Bennett dando um tapa entusiasmado em sua mesa.
- Fantástico! Ele parece todo miserável?

Um relacionamento fofo que encontrei aqui e nem imaginava foi a amizade de Will com Sara e Chloe. Como Sara mesmo disse, os três só se conheceram quando ambas mudaram para Nova York. Mas, do jeito que se tratam, parece que se conhecem tem anos. Do jeito que Will é – ou era, até Hanna aparecer –, nunca pensei que ele poderia ter algum tipo de relacionamento só baseado em amizade com alguma mulher. Pode ser que o fato das duas serem comprometidas com seus amigos possa ter colaborado, mas a amizade dos três é aquele tipo de amizade sincera e não do tipo “vamos ser amigos porque sou melhor amigo do melhor amigo do seu namorado” ou algo do tipo.

– Desde quando vocês dois se conhecem? – Sara perguntou. – Ele e Max são amigos faz muito tempo, mas eu só o conheço desde que me mudei para Nova York.
– Eu também – Chloe acrescentou. – Abre o jogo, Bergstrom. Ele é convencido demais e nós precisamos de um pouco de munição.

Chloe praticamente invadiu meu apartamento. Ela estava carregando um monte de pacotes de comida.
– Por acaso você vai dar uma festa no meu apartamento hoje? – eu perguntei.
Ela me lançou um olhar sobre o ombro e desapareceu na cozinha.
Atrás dela, Sara hesitava no corredor, segurando um pacote de cerveja e água com gás.
[...]
– Como você pôde achar que a gente não traria o jantar? Bennett disse que você está na pior. Quando a gente fica na pior a gente precisa de comida tailandesa, cupcake de chocolate e cerveja. Além disso, eu sei como você se alimenta – ela disse, mostrando o armário onde eu guardo os pratos. – Você deve comer mais.
[...]
As garotas se juntaram a mim: Chloe se sentou no chão, Sara se espremeu ao meu lado no sofá, e então atacamos a comida. Sentamos e comemos em frente à TV, assistindo ao basquete no meio de uma confortável conversa intermitente.
Depois de tudo, fiquei feliz por elas aparecerem. Elas não me importunaram com um milhão de perguntas sobre meus sentimentos: apenas chegaram, jantaram comigo e fizeram companhia. Conseguiram manter minha mente longe de tudo.

Pausa só pra dizer que o povo desse livro entrou para a minha listinha de “quero ser amiga de vocês”

Nesse livro não temos fetiches em rasgar calcinhas ou vouyerismo. Temos duas pessoas que já se conheciam, porém com experiências diferentes e de repente se veem sentindo algo mais forte um pelo outro.

De longe, essa foi uma das melhores leituras do ano passado. Soltei altas gargalhadas e fiquei torcendo pelo amor fofo dos dois. Logo, Christina Lauren irão lançar um conto com esses dois como protagonistas chamado Beautiful Boss. Quero logo que chegue o lançamento, pois estou morrendo de saudades desse casal de nerds.

Resenhas anteriores
Livro 1- Cretino Irresistível (Beautiful Bastard)
Livro 1.5 - Cretina Irresistível (Beautiful Bitch)
Livro 2 - Estranho Irresistível (Beautiful Stranger)
Livro 2.5 - Paixão Irresistível (Beautiful Bombshell)

23 comentários:

  1. Hello, Luh!

    Amiga, que babado! :o
    Este livro deve ser muito bom! :D
    Curti muito as sequências de diálogos que você deixou, pois me deixou na vontade de ler esta série! :)
    Parabéns pela belíssima resenha!

    Beijos!
    Danny
    http://www.irmaoslivreiros.com/

    ResponderExcluir
  2. oi, oi.

    confesso que eu não conheço o livro, mas já tinha lido algo à respeito dessa série. geral elogiando, dizendo que é ótima e leitura fluiu rapidamente. vi o relato de uma menina dizendo que leu um livro da série em um dia. tipo: realmente deve ser boa.

    eu tbm nunca li nada da Christina,mas taí uma oportunidade pra conhecê-la. vou pesquisar mais sobre a série.

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
  3. Olá :)
    Cada vez que você posta uma resenha sobre um livro desta série ficou mais curiosa pra lê-la, essa apesar de me parecer clichê de mocinha ingênua e playboy me interessou bastante, adorei!

    Beijos,
    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiii!
    Essa série te cativou mesmo né?
    Nunca li nenhum desses e não sei se vou ter tempo agora.
    Mas é uma estória para se considerar ler mais para frente...

    Beijos!!

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  5. Gostou heeein?
    eu só li um livro nesse estilo em 2015 e talvez pegue algum em 2016, já que não é bem meu estilo!

    Beeijo
    Resenhando Sonhos

    ResponderExcluir
  6. Fiquei morrendo de vontade de ler! Não conhecia nem a autora nem os livros! Vou procurar o mais rápido em alguma livraria, pq achei super legal sua resenha e me fez ter mt vontade de ler! Beijoss

    http://apaixonadaporfinaisfelizes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Vou ler o livro só por causa do Will. hahaha Fiquei morrendo de vontade de conhecê-lo.
    Big beijo
    blogueirasara.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oii Lu, tudo bom?
    Nem me fale, eu amo esse livro <3 o Will é o nerd cafageste mais fofo que encontrei em toda a literatura! Era muito pedir ele de Natal, era? Acho que sim; mas tudo bem, me contento com os livros, haha.
    A resenha ficou ótima, parabéns! Disse tudo o que eu queria dizer e muito mais! *-*
    http://estantedeumafangirl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ainda não li nada da série, mas quero muito! Vejo resenhas bastante positivas. kkkk Um galinha cair de amores, tem que estar muito apaixonado mesmo. kkkk É bom quando um personagem fica vidradinho em outro ,né?
    Gostei de saber que é um livro com toque de humor. #resenhamaravilhosa
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  10. Olá, Luiza.
    Eu não li e nenhum livro dessa série e até agora eu não tinha interesse em ler. mas vendo sua empolgação com ele até me animei. É muito legal quando nos identificamos com um personagem e conforme vamos lendo pensamos sou eu hehe. Se der eu vou ler.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  11. Mulheeeeer, o que você fez?
    Nunca tive vontade de ler a série e sempre que via por aí corria das resenhas como o diabo corre da cruz, ahahahah.
    Acabei lendo a sua resenha pq não sabia que se tratava dessa série e com tantos trechos engraçados e com tudo que falou do livro fique apaixonada <3 Já quero ler!

    Vou colocar na minha lista e se possível trapacear passando ele pra frente, ahhahahah.
    Essa resenha realmente mudou algo em mim! hasuahush

    Um beijo!
    Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  12. Olá... linda, tudo bem???
    Nossa adorei a sua empolgação nessa resenha... é tão bom quando um livro nos envolve desse jeito... fiquei aqui babando na leitura dela.. os quotes e toda a sua descrição... resenhas assim contagiam demais... adorei a parte da amizade... e dele meio que reconhecer que pode sim ter uma amizade com uma mulher... isso é ótimo!!! Adorei... xero!!!


    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Luiza! Sabe que eu peguei Playboy Irresistível aleatoriamente pra ler uma vez e adorei! Nem sabia que fazia parte de uma série e nunca tinha lido nada da autora! Ainda morro de vontade de ler o resto! mas esse foi simplesmente perfeito rsrsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  14. Oi Lu! Quantos livros tem nesta série mulher? Este é aquele que a autora tirou a foto com o Chris Evans? Eu achei a história bem legal, mas ainda que a dos demais, acredito que seja porque o casal não acabou de se conhecer. Vou ler sim!

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  15. Eu já ri só de ver as frases que você selecionou hahaha Adorei a resenha, me deu vontade de ler :3
    Ah, e me manda o look sim!

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  16. Amei a resenha.! Já estava na lista de leituras e agora ele será realocado para o início dela kkkkkk Ahhhh Amei o blog.! Parabéns

    ResponderExcluir
  17. Oi
    Luiza eu já estava com vontade de ler essa série por causa de você, mais depois de ler essa resenha e esses quotes, já quero ler esse livro e toda a série, parece ser bem legal e divertido, adorei a sua resenha ela foi tão empolgante.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Essa serie esta na minha lista de leitura, tenho muita vontade de ler. E parece ser muito boa.

    Beijos,
    Ny,
    Blog Não Vivo Sem Livros


    ResponderExcluir
  19. Oi Luiza, sua linda, tudo bem
    Adorei sua resenha!!!! Que escândalo de homem é esse gente, fiquei rindo aqui das cenas em que ele fala dos seios dela. Adorei o relacionamento deles, ela não ter filtro e o que ele pensa. E os amigos, acho que já estou apaixonada por essa série. Você não é a primeira a dizer que esse livro foi o melhor de todos. Não vejo a hora de ler.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Luiza
    A cada resenha que leio dessa série digo a mim mesma que tenho que arrumar um tempinho para começar a sua leitura. Tenho tantos livros da Universo e até agora sou sufocada pelas leituras de parceria.
    Um homem desse não pode ser desprezado. Me aguarde Will.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Adoro esses personagens sem compromisso com o amor, que de repente encontram alguém que bota seu mundo de cabeça para baixo. Me sinto observando de camarote como eles vêm suas convicções irem por água abaixo!!! hhohohhooho #Sádica hahaha

    E você falou em Hanna ser nerd e sem filtro?!?!? Deuzo, onde minha estante/kobo vão parar, estou me coçando para ler esse livro!

    Gente isso é muito verdade: "- Sabe, o problema com os peitos é que se você tem seios grandes, nunca vai parecer magra. Você fica com marcas nos ombros por causa das alças do sutiã, e fica com dor nas costas. E a menos que esteja usando para aquilo que eles foram feitos, os seios sempre acabam atrapalhando." Não é fácil gente!!!

    Falando sério, eu já tinha lido algumas resenhas da série "Beautiful Bastard", pensei até em ler em alguns momentos, mas agora sim senti firmeza nesse desejo! Arrasasse na resenha e nas citações do livro, me peguei rindo, acho que vou gargalhar lendo esse livro!

    #DoQueEuLeio

    ResponderExcluir
  22. Olá, tudo bem?
    Gente, eu sou apaixonada nessas autoras e nas suas séries <3
    Como não se apaixonar por esses casais, né?!
    Você tem que ler todos, sério! Vai amar!
    Beijinhos

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  23. Olá!!
    Amo os livros delas, sou viciada! Acho que deu para perceber, né?! Hahaha.
    Eu amo o Will, é um dos meus favoritos <3

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.