Resenha #396: Vergonha - Brittainy C. Cherry (Record)

Share:
Título: Vergonha
Título Original: Disgrace
Autor: Brittainy C. Cherry
Série: ---
Páginas: 420
Ano: 2019
Editora: Record
Sinopse: Um amor inesperado que surge de forma inusitada e arrebata a vida de Grace Harris. Grace Harris está perdida e sozinha em sua casa em Atlanta depois que o homem que ela pensou que ficaria a seu lado pelo resto da vida traiu sua confiança, partiu seu coração e saiu de casa, deixando seu casamento em suspenso. Grace resolve, então, passar o verão com a família em Chester, sua cidade natal, para respirar, dar um tempo de tudo. Sua vida está uma bagunça e o que ela precisa no momento é de um pouco de gentileza e compaixão.
Por incrível que pareça, Grace encontra isso na pessoa mais improvável de todas: Jackson Emery, a ovelha negra da cidade. Conhecido como a erva daninha de Chester, ele é sinônimo de encrenca, e não faz nada para mudar essa imagem. Tendo perdido na infncia o que havia de mais valioso na vida, Jackson se tornou um homem amargurado e não dá a mínima para o que pensam dele. Os caminhos de Grace e Jackson acabam se cruzando de um jeito inusitado e a tristeza profunda que carregam atrai os dois como ímã. Ambos sabem que não foram feitos um para o outro, mas, como tudo vai acabar mesmo com o fim do verão, resolvem deixar rolar e se entregar a uma diversão passageira.
Porém, o que Grace não imaginava é que seu coração, já destroçado, seria obrigado a aprender que certos relacionamentos são capazes de causar dores muito profundas, e que é sempre preciso fazer uma escolha.


Eu sempre tive uma espécie de desinteresse pelos livros da Brittainy C. Cherry. Apesar da maioria das opiniões que vejo sobre eles serem elogios, ainda não tinha aquele tchan que me despertasse para a leitura.

Pois bem… depois de uma pequena grande pressão da Tami (Meu Epílogo), li Vergonha. No fim das contas, essa capa com essa versão do Zac Efron não faz nem jus à história.

Grace Harris é uma moça que foi criada para ser a esposa perfeita. Em certos momentos, eu me estressei com sua passividade e paciência com o povo fofoqueiro de Chester, mas velhos hábitos não se perdem da noite pro dia. De certa forma, a traição de seu marido foi um impulso para que ela descobrisse a verdadeira Gracelyn Mae Harris. Ao longo do livro, vemos a personagem se libertar dessas correntes e viver sua vida

Jackson Emery é considerado um pária na cidade e toda as suas ações são para corroborar esse título. No fundo, Jackson é só um cara que carrega muito sofrimento e tristeza dentro de si por conta de acontecimentos na sua vida. No lugar dele, creio que eu reagiria da mesma fora, depois de ter passado por todo o sofrimento que ele passou.

Mesmo contra a vontade de Jackson, Grace encontra nele um verdadeiro amigo na tóxica cidade de Chester. Além dele, Grace também encontra forças na irmã mais nova Judy, uma personagem que te conquista desde o início e a admiração só cresce ao ver que ela realmente se importa com Grace e só quer a felicidade da irmã, não se importando com quem que seja.

Gostei muito como a Brittainy trabalhou a cidade de Chester na vida dos dois. É a típica cidade onde (quase) todo mundo gosta de se meter na vida de todo mundo, sem se importar com os sentimentos das pessoas. Grace aguenta com dignidade e cabeça erguida todos os comentários e cochichos sobre a sua volta e a traição do marido (apesar de uma cena que me fez cair na gargalhada porque é muito típico de cidade pequena). Já Jackson se deixa influenciar pelos pensamentos e comentários maldosos que a população tem sobre ele, o que influencia em sua relação com Grace.


Uma personagem controversa é a mãe de Grace, Loretta. Suas atitudes para com a filha em praticamente todo o livro são de enfurecer e se questionar como uma mulher deseja aquele tipo de vida para a filha. Infelizmente, assim como Grace, Loretta também teve a criação que deu para as filhas e crê que aquele é o único modo de vida que ela poderia ter na pequena cidade de Chester.

Por ser da Brittainy, o livro contém sua dose de drama, porém o que mais gostei foi o fato dele ser um drama não tão dramático. Ficou confuso, eu sei… A escrita da autora é carregada das emoções de Grace e Jackson (visto que a história alterna entre suas narrações em primeira pessoa), mas não é um carregado que te sobrecarrega e (algumas vezes) cansa. A leitura segue num bom ritmo até o fim.

Gostei do modo como a autora trabalhou a questão da traição e da fé de Grace, as perdas dela e de Jackson durante a vida… Principalmente a questão de família e até onde devemos deixá-la influenciar em nossas decisões.

O livro só não levou cinco estrelas porque achei a entrada do conflito final um tanto abrupta, mas nada que vá atrapalhar a experiência da leitura. Então fica aqui o conselho: ignore essa capa apelona e dê uma chance a essa história que não vai se arrepender.

17 comentários:

  1. Oi Lu!
    Adorei a resenha!
    Eu já li Sr. Daniels da autora, e apesar de não ter dado nota máxima pra ele, gostei bastante da escrita dela. Vergonha já está na minha listinha pelos elogios de vcs, rs. Acho que essa trama vai me tocar, lerei com expectativas!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lu
    De Brittainy eu entendo! Já estou acostumada com seus dramas e não vejo a hora de ler esse livro dela, ainda mais com essa capa lindona. Tenho a obra mas fico enrolando, vou tentar ler logo.
    Beijo!

    http://www.capitulotreze.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu achei a história interessante, realmente fiquei interessada.
    Beijinhos ;*

    Blog Menina Caprichosa | Canal Youtube | Facebook | Insta

    ResponderExcluir
  4. Adoro essa autora!!! E estou louca para ter esse livro e ler! Ler a resenha aqui só aumentou a vontade de ter o livro logo na minha estante.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. As capas trazem um contexto diferente para a história, né? E quando a gente lê ela nos surpreende muito. Amei sua resenha!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu sou a mais nova apaixonada nesse estilo de livros e história, e eu mal posso esperar para ler esse livro porque eu amei o enredo dele.

    Beijão!
    Lumusiando

    ResponderExcluir
  7. Oi Lu,

    Eu simplesmente amei esse livro! Eu curto muito os livros da autora, mas esse tem um espacinho especial no meu coração ♥
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  8. Oi Lu! Eu gosto muito dos livros da autora e este é um dos melhores que li. Entendo bem o drama não dramático, é bem assim mesmo. Que bom que gostou. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  9. Existem muitos livros que enganam pela capa, esse é um deles.
    Gostei muito de conhecer mais sobre esse livro e sem dúvida eu daria uma chance a ele.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥
    Canal no Youtube >> Me ajude a chegar em 1K inscritos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Lu, romance com drama, sem ser muito dramático, adoooro. Nunca li nada da autora, AINDA, mas lerei. Vou começar por esse!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. Oi, Lu

    Tô toda me sentindo porque todo mundo para quem eu singelamente indiquei tá adorando! Hahaha
    Tá batendo até vontade de reler essa bagaça real e oficial! Hahahaha
    Agora vou ler o novo dela, Eleanor & Grey. Te mantenho informada! ;)

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  12. Eu gosto demais da escrita dela, tenho os livros mas, eu confesso que detestei essa capa. Não combinou com a história e passa uma imagem bem distorcida do que o livro mostra. Mas, eu gosto muito das histórias que ela cria, são bem elaboradas, com inicio, meio e fim.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu!
    Achei promissor o fato de ser drama sem ser tão dramático KKKK se é que isso faz sentido. Mas curti. To me arrastando aqui com drama de casal que é coisa que eu não tenho paciência. Apesar de tudo, a obra em si não me chama atenção.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá, Luiza.
    Eu li ele por livre e espontânea pressão da Tamires também e amei o livro. Que raiva dessa cidadezinha machista e que ódio que peguei da mãe dela hehe. E essa capa engana bem mesmo.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  15. Oi, Lu! Tudo bom?
    Infelizmente os livros da Brittainy são um grande NAH pra mim porque trauma com aquela série dos elementos da natureza em forma de homis escrotos dela. Zero paciências pra tentar de novo, sinceramente e_e

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)