14 março 2019

Resenha #366: The Cruel Prince - Holly Black (Little Brown Books for Young Readers)

Título: The Cruel Prince (BR: O Príncipe Cruel)
Título Original: ---
Autor: Holly Black
Série: The Folk of the Air #1
Páginas: 384 (BR: 322)
Ano: 2018
Editora: Little, Brown Books for Readers (BR: Galera Record)
Sinopse*: Jude tinha 7 anos quando seus pais foram assassinados e foi forçada a viver no Reino das Fadas. Dez anos depois, tudo o que ela quer é ser como eles – lindos e imortais – e realmente pertencer ao Reino das Fadas, apesar de sua mortalidade. Mas muitos do povo das Fadas desprezam os humanos.
Especialmente o Príncipe Cardan, o filho mais jovem, mais bonito e mais cruel do Grande Rei. Para ganhar um lugar na Alta Corte, ela deve desafiá-lo... e enfrentar as consequências. Envolvida em intrigas e traições do palácio, Jude descobre sua própria capacidade para truques e derramamento de sangue.
Mas, com a ameaça de uma guerra civil e o Reino das Fadas por um fio, Jude precisará arriscar sua vida em uma perigosa aliança para salvar suas irmãs, e o próprio Reino. Com personagens únicos, reviravoltas inesperadas, e uma traição de tirar o fôlego, este livro vai deixar o leitor pedindo bis – querendo mergulhar de cabeça na continuação deste universo.



“Se eu não puder ser melhor do que eles, então vou ser muito pior.”*

Com certeza, um dos lançamentos que mais deu o que falar no último ano foi The Cruel Prince (ou O Príncipe Cruel, como foi lançado aqui no Brasil). De primeira eu estava meio reluta em ler por motivos de ter tomado um pouco de ranço por feéricos por causa de um certo casal. Porém, depois de me apaixonar por umas fanarts, decidi dar uma chance. Melhor atitude que fiz foi ler o livro depois que o hype baixou um pouco.

Jude é uma protagonista cheia de camadas. Ao mesmo tempo que ela odeia tudo o que os feéricos representa e viver em constante medo do que eles podem fazer, ela também quer ser uma parte importante daquela comunidade que tanto a maltrata. Ao longo do livro, a vemos ser humilhada, atacada, menosprezada; isso tudo lhe dando mais força de vontade para alcançar seu objetivo, que é ser uma pessoa importante na corte feérica.

“Por mais cuidadosa que eu seja, vou acabar cometendo outro erro. Sou fraca. Sou frágil. Sou mortal.”*

O livro é narrado por Jude, então podemos ver em primeira mão todos seus sentimentos e reações vivendo no mundo feérico. É através de seu olhar que conhecemos Cardan. Ele realmente faz jus ao título de príncipe cruel, mas ao longo do livro vamos conhecer um outro lado do personagem. Apesar de demonstrar que sim, é cruel, ardiloso e um tanto supérfluo, Cardan também só quer viver sua vidinha de boa, longe das tretas e picuinhas da Corte. Como já sabemos, querer nem sempre é poder.

Os personagens secundários são bastante importantes na história, boa parte deles moldando o caráter de Jude. Com Madoc, o assassino de seus pais que virou uma espécie de figura paterna para a personagem, vemos o quão conflituoso é sua impressão do personagem. Por mais que ele tenha cuidado dela e de suas irmãs, ela não esquece sua verdadeira natureza; violenta e sedenta por conflitos.

“— Pai, eu sou o que você fez de mim. Finalmente me tornei sua filha.”*

A relação entre Jude e suas irmãs é um tanto conturbada. Vivienne (a mais velha) sempre guardou ressentimento tanto a Madoc quando aos feéricos, deixando claro que prefere viver no mundo mortal e como uma mortal. Já Taryn, bem… essa personagem conseguiu ser mais sonsa do olho junto que uma outra irmã de uma feérica bastante conhecida. De início, ela parece somente temer Cardan e seus amigos, porém seus planos e ambições são outros. Acho que, de todos os personagens, Taryn foi a que realmente mais me surpreendeu com seu desenvolvimento.


O livro é bastante envolvente. De início, Jude, Cardan e companhia parecem crianças que não se bicam e ficam provocando umas às outras, porém a história vai tomando outro rumo cujo foco são intrigas e manipulações. Jude é uma boa narradora e suas descrições detalhadas e não-maçantes te fazem realmente se sentir no reino de Elfhame.

Muitas resenhas comentam sobre um possível romance entre Jude e Cardan. Nos comentários de Jude sobre o príncipe, percebe-se que rola um sentimento deturpado pelo ódio e medo. Confesso que, mesmo que esse romance não fosse pra frente, eu nem iria sentir falta.

“— Se você me machucasse, eu não choraria. Eu machucaria você também.”*

Um único detalhe que me incomodou foi a reta final. Os acontecimentos e a reviravolta foram bem feitas, apesar da autora já ter deixado algumas pistas durante o livro, porém eu achei que tudo aconteceu um tanto rápido demais e de uma forma que não condiz muito com a natureza dos feéricos.

O final é bem eletrizante e deixa na ansiedade para a continuação. The Wicked King foi lançado agora em janeiro lá fora, sem previsão de lançamento aqui no Brasil. Holly também lançou um conto, chamado The Lost Sisters, que eu estou super ansiosa para ler.

The Cruel Prince / O Príncipe Cruel é uma ótima oportunidade de ver os feéricos em sua forma mais que verdadeira; cruéis, ardilosos, vis e manipuladores, e se envolver com Jude jogando esse mesmo jogo..

“Que tipo de pessoa eu poderia me tornar caso parasse de me preocupar com a morte, com a dor, com tudo? Caso eu parasse de tentar me encaixar nesse mundinho?
Em vez de ficar com medo, eu poderia ser a fonte do temor”*


* Sinopse e quotes retirados da edição da Galera Record

15 comentários:

  1. Oi Lu!
    REDENÇÃO DA HOLLY BLACK QUE CHAMA? PQP QUE LIVRAO. SÓ gritaria e baixaria, tudo que esse meu povo gosta. To ansioso pro segundo. E espero que tenha mais tapa na cara. JUDE RAINHA PISA EM MIM.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu, tenho esse livro, comprei no meu kindle, porém ainda não li, por todo esse hype que andou rolando, lembro que na época que eu comprei, cheguei a ler até o pai aparecer na casa das meninas e toda aquela confusão. Parei ai e nunca mais voltei para o livro.
    Sua resenha me deu uma vontade enorme de pegar o livro novamente, espero que eu goste como você!

    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu
    Eu quero muito ler esse livro, mas nem sabia que ele fazia parte do mundo dos féericos, meio que tenho preguiça de história do tipo porque não curti muito ACOTAR. Mas vou tentar ler mesmo assim.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu, adoro um bom final eletrizante! Eu nunca li nada da autora, mas parece uma boa série e amei as fotos!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oi, Lu

    Daqui a pouco os feéricos serão os novos vampiros da era de crepúsculo, vira e mexe surge um livro novo sobre eles, já tá ficando repetitivo.
    Caso minha experiência com Acotar seja satisfatória posso até ler, vamos ver.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lu! Tudo bom?
    Infelizmente eu cai no poço sem fundo que é shippar Cardan e Jude mesmo que os dois acabem se matando no fim porque c'est la vie. Só digo uma coisa: The Wicked King pode mudar sua opinião :v
    TARYN SINCERAMENTE O QUE ELA FAZ PRA ME ARRANCAR OS CABELOS DE NERVOSO NÃO TÁ NO PAPEL. SÓ PIORA. SÓ PIORA VOCÊ SE PREPARA!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu terminei o segundo livro da série ontem, e estou que nem consegui dormir direito.
    Passada, com raiva, querendo vingança, ou seja, em crise com tudo rsrsrs
    Só dou uma dica (se for igual eu que sempre tem colapsos para esperar a continuação de um livro).... leia só com o terceiro livro lançado

    ResponderExcluir
  8. Olá, Luiza.
    Eu amo a escrita da Holly e claro que já quero ler esse livro. Mas sou dessas que gosta de ler tudo em sequencia por isso vou esperar lançar todos para ler. E também dai já leio sem aquela expectativa que o povo faz com lançamentos hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Tudo bem? Comprei esse livro assim que lançou e comecei a ler, mas não consegui terminar ainda.
    Espero terminar em breve. Eu estava curtindo bastante, mas devido a alguns contratempos não consegui terminar.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Eu ameeei esse livro e a forma como os férricos foram retratados é simplesmente hipnotizante. Gostei muito da Jude e super entendo o lado dela e sua ambição por poder. Taryn conseguiu a proeza de ser mais cretina do que Nesta (irmã de Freyre (olhos revirados)outra chata) e quanto a questão do romance fiquei bastante interessada, pois, sou louca por histórias de amor e ódio

    ResponderExcluir
  11. Eu nem sei direito o que são feéricos, mas já vi tantos livros serem lançados sobre esses seres imortais... parece que eles estão na moda.rs Eles tem algo a ver com fadas?! Acho que uma trilogia que estou para começar a ler no próximo mês (Corte de Espinhos e Rosas) tem estes seres. Na verdade, eu mal sei do que a história trata. Vou ler por ter recebido muitas indicações da série.

    Fico feliz que você tenha gostado tanto do livro O Príncipe Cruel e esteja ansiosa pela continuação, mas eu não cheguei a me interessar pela história. Não entendo muito esta necessidade da mocinha de querer ser como eles, como os assassinos de sua família (pelo que pude perceber) e o livro parece fugir muito do que costumo apreciar numa história.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu quero realizar essa leitura, mas como tem continuação vou aguardar ser lançada para não morrer de curiosidade.
    Esse enredo tem tudo para me agradar!
    Gostei de conhecer mais das suas considerações.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  13. Oi, gostei muito de conferir suas considerações sobre esse livro. Talvez quando a série toda for publicada no Brasil eu me anime a ler, pois até curto livros de fantasia com seres feéricos, ainda que tenha lido poucos deles.

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Não conhecia esse título, fiquei um pouco interessado em fazer a leitura, mesmo o gênero não sendo o meu favorito. Eu tenho muita curiosidade em conhecer algum trabalho de escrita da Holly, há anos tenho essa vontade de ler algum livro dela, mas até hoje não me surgiu uma oportunidade!

    ResponderExcluir
  15. Mas, gente, que resenha foi essa? Eu estou louca para ler esse livro, mas depois de ver sua opinião sobre ele eu fiquei foi desesperada para comprar e poder ler logo. Acho a premissa do livro completamente intrigante e me parece ser o tipo de livro que eu ficaria grudada na leitura até terminar.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.