22 janeiro 2019

Resenha #351: Mil Pedaços de Você - Claudia Gray (HarperCollins Brasil)

Título: Mil Pedaços de Você
Título Original: A Thousand Pieces of You
Autor: Claudia Gray
Série: Firebird #1
Páginas: 288
Ano: 2015
Editora: HarperCollins Brasil / Agir Now
Sinopse: Marguerite Caine cresceu cercada por teorias científicas revolucionárias graças aos pais, dois físicos brilhantes. Mas nada chega aos pés da mais recente invenção de sua mãe — um aparelho chamado Firebird, que permite que as pessoas alcancem dimensões paralelas.
Quando o pai de Marguerite é assassinado, todas as evidências apontam para a mesma pessoa: Paul, o brilhante e enigmático pupilo dos professores. Antes de ser preso, ele escapa para outra realidade, fechando o ciclo do que parece ser o crime perfeito. Paul, no entanto, não considerou um fator fundamental: Marguerite. A filha do renomado cientista Henry Caine não sabe se é capaz de matar, mas, para vingar a morte de seu pai, está disposta a descobrir.
Com a ajuda de outro estudante de física, a garota persegue o suspeito por várias dimensões. Em cada novo mundo, Marguerite encontra outra versão de Paul e, a cada novo encontro, suas certezas sobre a culpa dele diminuem. Será que as mesmas dúvidas entre eles estão destinadas a surgirem, de novo e de novo, em todas as vidas dos dois?
Em meio a tantas existências drasticamente diferentes — uma grã-duquesa na Rússia czarista, uma órfã baladeira numa Londres futurista, uma refugiada em uma estação no meio do oceano —, Marguerite se questiona: entre todas as infinitas possibilidades do universo, o amor pode ser aquilo que perdura?


A trilogia Firebird despertou meu interesse por causa dessas capas maravilhosas. A premissa também é interessante e eu, formada em três temporadas e meia de Flash, não poderia deixar passar uma história com viagem entre dimensões. O livro não foi como pensei que seria, mas também não foi tão ruim.

Apesar de não seguir a área científica como os pais e a irmã mais velha, Marguerite é curiosa para tentar entender toda a teoria e prática do Firebird. Ela cai no clichê das mocinhas impulsivas que não pensam antes de agir; nesse caso, viajar entre dimensões para vingar a morte de seu pai. Porém, em suas viagens ela descobre que há muito mais do lhe contaram, e ela tem um certo amadurecimento após viver as vidas de outras Marguerites.

Sobre as viagens dimensionais, eu achei que a autora pecou um pouco no embasamento. Já somos jogados no olho do furacão Firebird e vamos aprendendo, junto com Marguerite, sobre o apetrecho. Até que as informações não são tão confusas, são bem fundadas cientificamente, mas os momentos que elas são mostradas fazem com que haja uma quebra de pensamento. As explicações são ditas em momentos de lembranças de Marguerite, e não há um separação entre suas memórias e sua realidade naquele momento. Se não prestar bastante atenção, pode-se achar os tempos estão se fundindo. Entretanto, a teoria da mãe de Marguerite sobre viajar entre dimensões é bem crível, sendo bem parecida com algumas teorias reais que eu já li, fazendo que as viagens entre dimensões são o grande destaque da história.


Seja na Londres futurística ou na Rússia czarista, a essência da Marguerite continua a mesma, apesar de algumas diferenças entre suas versões. A tese da dra. Sophie Kovalenka é que você não viaja no tempo; a viagem nas dimensões são lineares e você só cai em uma dimensão onde você exista. No caso, é como se sua alma que viajasse e seu corpo fica presente na sua dimensão enquanto você "cai" no seu eu do outro universo. Ao "tomar conta" do seu outro corpo no universo que viajou, não se compartilha memórias. No máximo, um conhecimento empírico, quase como uma intuição.

Infelizmente há um triângulo amoroso na história, fazendo com que eu ache que esse livro está mais para romance com pitada de ficção científica. Não sou muito fã desse artifício, mas até que aqui ele não atrapalhou tanto. Com sentimentos conflituosos por duas pessoas, Marguerite fica na dúvida em quem acreditar que está falando a verdade. Fora que as atitudes de uma das pontas não colabora muito nesse detalhe, já sendo uma pista para acontecimentos futuros.

O livro é narrado em primeira pessoa, por Marguerite. A escrita da Claudia é bem fluída, mas um tanto fraca e espero que isso mude nos outros livros. Pelo menos nesse primeiro livro, a história toda tem um ar de clichê, mas a autora conseguiu fazer uma reviravolta que eu nem cogitei. O final do livro foi, de certa forma, um tanto fechado. Se eu quisesse parar por aqui, poderia fazer sem medo de ser feliz ou ter a sensação de que faltou algo.

Apesar de não ter sido nas minhas expectativas, Mil Pedaços de Você foi uma boa leitura e conseguiu me deixar curiosa para o que ainda vai acontecer nos outros livros.

18 comentários:

  1. Oi Lu!
    Nem sabia que tinha triângulo amoroso nesse livro!
    Eu tbm gosto das capas e da premissa, qlqr dia desses darei uma chance tbm! 😉
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lu!
    Esse livro estava na minha lista de desejados há algum tempo, mas confesso que acabei perdendo de ler a vontade de ler. Sem falar que as suas conclusões e as reações da Tami durante a leitura me ajudaram a tirar ele da lista hahaha
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Este livro nunca me chamou atenção e depois de ler sua resenha só me confirmou que o livro não faz meu estilo. Parece ser um enredo mais ou menos.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lu
    Sua resenha e a nota da Tami já deixaram claro que esse livro não é pra mim. Eu já tive muitas oportunidades de comprá-lo, mas agora penso que fiz bem em não ter feito isso.

    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Uau, essa foi uma das poucas sequências de livros que fiquei animada para conhecer. Mesmo não tendo sido bem surpreendente, vou procurar para ler!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. Olá Luiza, tudo bem?

    Realmente a capa é muito bonita e chama atenção, essa é a primeira resenha que leio, mas confesso que não me despertou interesse, sua resenha confirma isso....bjs.


    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Lu! Eu li faz um tempo,mas na época gostei. Preciso ler os outros dois para finalizar a trilogia, quem sabe nos demais a ficção venha com um foco maior que o romance. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi, Lu! Tudo bom?
    Eu acho a série toda um 3/3,5, principalmente por causa do fim que foi... nhé. Minha parte favorita é justamente a coisa dos multiversos - a Marguerite é uma protagonista legal, o romance que atrapalha. Triângulo amoroso tedioso não tem graçaaaaaaaa
    Aguardando sua opinião sobre os próximos!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Lu, adorei sua resenha, só acho que não leria no momento, mas vou acompanhar suas leituras rsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Oi
    pena que não foi como esperava, pelo menos curtiu, acho que tenho o e-book no aplicativo do kindle, quem sabe algum dia leia, realmente o tema é interessante, quem sabe o segundo seja melhor.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, Lu

    Então... bom... bleh. Hahahahahah
    Pecou um pouco... tu pegou leve ali, né?
    Triângulo amoroso chato e protagonista pepeca ensaboada. Joguei a toalha! Hahahahah

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Lu!
    Eu sinceramente não me animo com essa trilogia, tem diversos elementos que me desanimam. Desde as resenhas que disse que os volumes vão virando um verdadeiro romanção. Fora isso, ainda metem triângulo amoroso MDS. NÃOOOO KKKKKKKK. É cilada!

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Tinha visto essa trilogia no skoob, acho que é interessante até.
    A edição pelo menos esta lindíssima.

    Aceita Café?

    ResponderExcluir
  14. Oi, Lu!

    A Leeh já fez resenha do livro aqui no blog e também fez algumas ressalvas. Só de saber que tem triângulo amoroso já quero distância hahaha e pela premissa a obra tem bastante potencial, uma pena não ser totalmente aproveitado

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Hi, Lu. Tudo numa nice?
    Como você boa também gostei da capa e fui conferir a obra por causa dela -acho que boa parte das pessoas fez isso. Não gostei do livro, achei o embasamento científico franquíssimo além de ter achado a estória fraca. As viagens tbm não me agradaram, foram meio sem noção e impulsiva. Não gostei da escrita da autorá tbm e não continuei com a série, pois me pareceu um romance com pitadas de algo parecido com ficção científica.
    XO XO
    https://piecesofalanagabriela.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá, Luiza.
    Eu já fiquei aqui perdida na resenha que dirá no livro hehe. Assisto Flash, mas sou bem ruim de entender esse negócio, por isso acho que eu não leria ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  17. Oi Lu,

    Eu li a trilogia e achei a história interessante por causa dessas dimensões e mundos diferentes que a autora criou. Tem partes que são meio blé, mas o conteúdo vale a pena.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  18. Oie Lu =)

    Sempre li resenhas positivas dessa série, mas infelizmente não tive a oportunidade de conhecer a história. Claro que a saber que tem triângulo amoroso me incomodou um pouco, mas se a soma de tudo for boa a gente ignora esse detalhe rs...

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.