09 outubro 2018

Resenha #321: Big Rock - Lauren Blakely (Faro Editorial)

Título: Big Rock
Título Original: ---
Autor: Lauren Blakely
Série: Big Rock #1
Páginas: 224
Ano: 2017
Editora: Faro Editorial
Sinopse: A maioria dos homens não entendem as mulheres
Spencer Holiday sabe disso. E ele também sabe do que as mulheres gostam.
E não pense você que se trata só de mais um playboy conquistador. Tá, ok, ele é um playboy conquistador, mas ele não sacaneia as mulheres, apenas dá aquilo que elas querem, sem mentiras, sem criar falsas expectativas. “A vida é assim, sempre como uma troca, certo?”
Quer dizer, a vida ERA assim.
Agora que seu pai está envolvido na venda multimilionária dos negócios da família, ele tem de mudar. Spencer precisa largar sua vida de playboy e mulherengo e parecer um empresário de sucesso, recatado, de boa família, sem um passado – ou um presente - comprometedor... pelo menos durante esse processo.
Tentando agradar o futuro comprador da rede de joalherias da família, o antiquado sr. Offerman, ele fala demais e acaba se envolvendo numa confusão. E agora a sua sócia terá que fingir ser sua noiva, até que esse contrato seja assinado. O problema é que ele nunca olhou para Charlotte dessa maneira – e talvez por isso eles sejam os melhores amigos e sócios. Nunca tinha olhado... até agora.



Leitura recomendada para maiores de 18 anos

Depois de muitos elogios aos livros da Lauren Blakely, decidi me aventurar nas suas histórias. O escolhido para essa primeira experiência foi Big Rock. Infelizmente não achei isso tudo que comentaram.

Geralmente New Adults são narrados alternando o ponto masculino e feminino ou completamente pelo ponto de vista feminino. Aqui tive uma nova experiência, já que a história foi toda narrada por Spencer e creio que esse foi o meu problema. Não consegui me conectar com o personagem. Não pelo fato dele ser homem, mas por conta de sua personalidade.

Em muitos momentos achei Spencer muito arrogante e super convencido. Fora que, em qualquer brecha, ele começa a se vangloriar de suas partes masculinas. Na minha concepção, caras assim na real oficial não tem muita confiança em seu taco, mas enfim… Eu li algumas resenhas comentando que ele melhora um pouco essa personalidade dele depois de seu envolvimento com Charlotte, mas infelizmente eu achei que ele continuou o mesmo convencido e arrogante até o final. Ou seja, não vi nenhum desenvolvimento na parte masculina do casal.

Também não consegui me conectar muito com Charlotte. Justamente por conhecê-la através dos olhos de Spencer, eu senti que faltou um pouco mais de profundidade na personagem. Entretanto, pelo que observamos através de Spencer, sabemos que Charlotte é uma mulher divertida, leal, dedicada e romântica.


Apesar de não ter gostado tanto do Spencer, eu gostei muito das cenas do casal juntos. A amizade dos dois é bem forte e com uma dinâmica bem divertida; daquele tipo de amizade que você pode contar para tudo, seja para te colocar para cima ou rir das desgraças da vida. Não escondo de ninguém que amo um clichê de amigos que viram algo a mais, porém aqui eu preferia que eles continuassem amigos.

Achei o desenvolvimento dos sentimentos entre eles um tanto fraco, com um espaço de tempo muito curto. OK que ele se conhecem tem anos, mas creio que é necessário mais que umas relações sexuais, beijos e abraços para você se apaixonar pela outra pessoa, por mais que você a conheça como a palma da mão. Fora que tem o fato de sabermos somente o que se passa na cabeça de Spencer (percebe-se que eu realmente não curti o personagem). Não consegui sentir essa mudança de sentimento da parte de Charlotte.

Apesar dos pesares, foi uma leitura prazerosa. Os diálogos entre Spencer e Charlotte são bem divertidos, sempre um deles te arrancando uma risada. A escrita da Lauren é bem fluída e fácil, já que ela não se perde muito em descrições desnecessárias. As cenas mais calientes foram bem escritas e colocadas na medida certa.

Já nesse livro somos apresentados ao casal que protagoniza a sua sequência, Mister O: Harper (irmã de Spencer) e Nick (amigo de Spencer). Apesar desse detalhe, as histórias são independentes. A série conta com seis livros, sendo quatro já lançados aqui.

Bom, Big Rock não correspondeu a tudo que li sobre ele, mas ainda vou continuar a ler os outros livros da série. Esse tipo de história sempre me cura da famigerada ressaca literária.

11 comentários:

  1. Oi Lu! Podíamos ter combinado a leitura desse livro, hein... comecei ontem, já li 120 páginas e, até o momento, concordo com tudo o que falou na resenha. Não to me conectando com os personagens, mas apesar disso a leitura está fluindo como nunca.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu
    FINALMENTE alguém que tem opinião igual a minha
    kkkkkkkkkkk
    n consegui me conectar com os personagens, o livro n é ruim mas passa longe de ser um livro maravilhoso
    Tenho curiosidade em ler Mister O, pq gostei dos personagens em Big Rock!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Amei sua resenha, acho que é a primeira vez que vejo falar desse livro e confesso que esse tipo de história não me atrai. Uma pena ele não ter te surpeeendido!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu, que pena que não foi tudo aquilo que vc esperava. Eu particularmente tenho problemas com romances narrados por homens, mas a Ari lá no blog adora a autora. Espero que vc goste mais dos outros!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Saber que os diálogos são divertidos já me anima em ler, pois livros com esses diálogos em geral são daquelas leituras que lemos páginas e páginas sem sentir. Gostei muito da resenha, agora sei mais do que esperar da leitura.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. To meio que de ressaca de eróticos desse tipo depois de A Garota do Calendário, mas depois que passar creio que esse vai ser o primeiro que vou ler de taaanto que falam hahaha

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  7. Oi Lu!
    Eu nao consigo levar esse livro a serio, na moral. Nao com esse titulo conotativo kkkkkkk Eu ja começo a rir por nao ter maturidade pra essa leitura. Um dia eu posso ate ler new adult, mas com certeza nao vai ser esse.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Lu

    Não boto fé em quem se vangloria muito, então acho que não vou curtir o Spencer!
    Que pena que não foi tudo isso, mas pelo menos deu pra aproveitar algo.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Lu
    Eu gostei muito do Spencer, eu gosto de pontos de vista masculinos na verdade, mas não curti tanto assim a Charlotte, como você. No meio do livro eu meio que travei um pouco, mas no fim gostei bastante.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Lu,

    Eu curti a leitura porque gosto de enredos narrados pelos homens. Vejo diferenças quando a narrativa são de garotos e homens e sendo bem sincera, tenho tais colegas homens que pensam muito assim, que se acham, mas não li pensando nesta parte arrogante, para que eu não me incomodasse tanto, porque incomodou, mas li mais pra sair da ressaca e porque querendo ou não me diverti. Entendo completamente seu ponto de vista e achei bem bacana a sua opinião, você sabe que eu gosto demais né. Um xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Lu.
    Eu curto livros narrados pelos personagens masculinos. São raros, mas os que li, tive a sorte de gostar. Eu tenho esse livro aqui, mas ainda não li. Espero gostar da leitura já que tem as partes engraçadas e o enredo flui fácil. Muito chato quando não conseguimos nos conectar aos personagens.
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.