04 outubro 2018

Resenha #320: Coração de Aço - Brandon Sanderson (Aleph)

Título: Coração de Aço
Título Original: Steelheart
Autor: Brandon Sanderson
Série: The Reckoners #1
Páginas: 376
Ano: 2016
Editora: Aleph
Sinopse: Tudo começou com Calamidade, que surgiu nos céus como uma estrela de fogo, e que ninguém sabe o que é realmente: seria algo alienígena, ou então um experimento do exército norte-americano? Seus efeitos, entretanto, podem ser sentidos algum tempo após seu surgimento: pessoas comuns passam a ter poderes que desafiam as leis da física e da lógica. Parece que uma nova era está para surgir. E surge: os nomeados Épicos não apenas se tornam poderosos, mas também ganham uma sede insaciável de poder e parecem perder toda sua humanidade no processo, deixando o resto da população à mercê de suas vontades e caprichos. Dentre eles o mais poderoso é Coração de Aço, um ser invulnerável a qualquer tipo de ataque e com capacidade de manipular e transformar objetos inorgânicos em metal, que decide tomar a cidade de Chicago e ali estabelecer seu império.
Dez anos se passam e os Épicos governam com poder absoluto, com todos os direitos e nenhum dever, se apossando de tudo o que querem a seu bel-prazer, e matando aqueles que ousam desafiá-los. Não existe nada e ninguém que possa impedi-los. A exceção a essa regra são os Executores, humanos normais, munidos de tecnologia de ponta que se utilizam de táticas de guerrilha para derrubar e matar o maior número possível de Épicos. O sonho de David, um jovem criado em um orfanato/fábrica de Nova Chicago é juntar-se aos Executores e destruir Coração de Aço, o homem que matou seu pai e mudou sua vida para sempre.


Brandon Sanderson é um dos nomes mais conhecidos no gênero fantasia/distopia. Coração de Aço é o primeiro livro da série Os Executores. Não vou mentir que eu achava que era uma história que envolvia o Super-Homem porque né… Essa capa bem aí é muito Clark Kent de cueca por cima do uniforme. Enfim… esse livro tinha tudo para ser uma ótima leitura, mas é uma pena que não foi bem assim que aconteceu.

Por conta da sinopse e de todo o plot da história, eu achei que o livro seria bem mais dinâmico, com altas cenas de tiro porrada e bomba, mas 80% dele foi mais parado que corrida de lesma (Teve uma vez que cheguei ao ponto de dormir enquanto lia). Ele só não foi mais cansativo por conta da escrita do Sanderson, que achei até bem de fácil digestão.

David foi um protagonista tão legal quanto um picolé de chuchu. Ele até que parece ser uma pessoa bem esperta e inteligente; conseguiu sozinho, ao longo de dez anos, juntar mais informações sobre os Épicos do que qualquer pessoa normal conseguiria. Porém, ele é um grande defeito que é pensar com outras partes do corpo sem ser com o cérebro. Quase todas suas atitudes ele se questiona o que Megan iria pensar ou comentar. Meua migo, vamos ter um foco nessa vida.

Outro detalhe negativo na história foi a caracterização dos personagens; no caso, a falta dela. Sanderson descreve muito superficialmente tanto as características físicas dos personagens quanto suas personalidades. Por exemplo, David é negro, mas não lembro em nenhum momento da história o autor ter falado isso. Eu só descobri por conta de fanarts. E isso é um detalhe tão ruim que eu só encontrei essa fanart específica; outras fanarts e edits mostram ele como o típico padrãozinho branco protagonista.

O mesmo acontece com os personagens secundários. Só é dito por alto suas fisionomias e personalidades. Li quase 400 páginas dessa história e não consegui me apegar a ninguém, exceto Cody e seu estilo Carswell Thorne de ser. De resto, só posso dizer que sei que Thia é ruiva, sendo o cérebro da equipe; Prof é o líder; Abraham é a artilharia; e Megan uma espécie de apoio moral da artilharia.


Apesar do ritmo parado em quase 80% do livro, as cenas de ação compensam muito. São muito bem escritas e dinâmicas. Os capítulos finais são de derrubar forninhos e te despertar (depoimento real oficial dessa pessoa que vos fala). O que faltou nas descrições dos personagens, Sanderson compensou na descrição do ambiente. Tudo muito detalhista, mas não de uma forma cansativa. Esse livro é uma eterna contradição.

Por ser o primeiro de uma série, Coração de Aço não explica muito sobre a criação dos Épicos ou sobre a estrela/planeta/meteoro(de Pegasus) Calamidade, mas te dá informações suficientes para criar altas teorias. Eu tinha altas teorias sobre a fraqueza do Coração de Aço e confesso que fiquei bastante decepcionada quando foi revelada qual era.

De certa forma, o livro termina de forma fechada, apesar de ter deixado algumas pontas a serem exploradas nos próximos livros, como o uso dos poderes pelos Épicos os afetam. Particularmente, não sei se irei continuar a série, já que me decepcionei bastante com esse volume, porém no momento não é prioridade.

12 comentários:

  1. Oii Luiza.
    Nossa, quero muito ler os livros do Brandon Sanderson, mas incrivel como toda vez que vejo um post de um livro dessa série me desanimo um pouco com algum autor.
    kkkk
    Eu gosto bastante da premissa, mas a pouca caracterização seria um problema. Adoro personagens bem trabalhados.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu, tudo bem?
    Adoro o universo das HQs e super-heróis, mas prefiro deixá-lo nas séries e nos filmes. Não tenho muito interesse nesses livros paralelos baseados nos heróis. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu! Gosto de distopias, mas não é esse o tipo de enredo que me atrai. Personagens mal caracterizados, sai pra lá, eu preciso conhecer essas pessoinhas e me apegar, senão meleca toda a história. Ah, e preciso dizer que externamente esse livro parece muito, quase uma reprodução, de Superman... enfim, não é pra mim!
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Resenha ótima amei a dica do livro, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu,

    Uma pena o livro ler lento, é tão ruim quando a gente pensa que a história vai ser toda dinâmica, de tirar o folego e na verdade é o oposto.
    Me interessei pela leitura.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  6. Oi Luiza, tudo bem?
    Pela capa eu também achei que seria uma história com o Super-Homem hahahaha
    Muito ruim quando não nos apegamos aos personagens, a história fica ainda mais cansativa do que é. Gostei da sua resenha, bem sincera, e infelizmente não despertou meu interesse pela leitura. Li um livro exatamente assim, o autor descrevia em muitos detalhes o ambiente, mas em muitas outras partes faltavam tanta descrição e a leitura acabou se tornando chata.

    Obrigada pelo carinho. Volte sempre!
    Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  7. Amei sua resenha, Lu. Confesso que histórias de heróis nunca foram as minhas favoritas, sempre deixo passar.

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  8. A sinopse parece ser bem interessante.
    parabéns pela resenha!
    bjo
    Karina Pinheiro

    ResponderExcluir
  9. Oi Lu! Falou picolé de chuchu eu lembrei na hora do protagonista de Jogador n.1, a sua experiência com esse livro pareceu a minha com o livro que citei. Não que as histórias sejam parecidas, mas o nosso sentimento de decepção, foi semelhante.. Eu não leria. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  10. Oi Lu, puxa que pena que teve alguns pontos negativos, confesso que agora vou até alinhar minhas expectativas. Não sou muito de fantasia, mas até que eu queria conferir esse!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. Oi, Lu! Tudo bom?
    Eu tenho um pouco de preguiça sempre que vejo o nome do Sanderson porque ele tem cara de quem faz aquele tipo de narrativa que eu pego no sono muito fácil UHASUHASUHASUHASUHASUH ou talvez seja só o meu lado misândrica que cansou de ler homem.
    O fato de ser paradão uns 80% já me afasta ainda mais de ler, infelizmente e_e

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Lu!
    Em 80% da sua resenha a gente concorda kkkkkk. Acho que ate a nota alinhada, mas, eu nao achei o ritmo tao lento, inclusive a pior parte pra mim foi quando o David vai la pros Executores. Depois e antes eu tava lendo bem de boas. E sim, o protagonista e muito contraditorio. Ora ele e fodao e inteligente, ora ele so quer impressionar a garota. E eu nem ligaria se a garota no caso valesse o esforço.
    A descaracterizacao dos personagens é o pior problema nesse livro. Mas eu tambem somo alguns furos. Fica muita coisa sem explicar. Eu acho que com 400 paginas ele teve espaço pra falar um pouquinho melhor, mesmo que nao fosse tudo. Mas eu ainda quero ler os outros. Eu gostei. Pra mim taria mais pra 4 estrelas do que 3 se fosse arredondar.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.