05 junho 2018

Resenha #285: A Protegida - Lisa Kleypas (Gutenberg)

Título: A Protegida
Título Original: Sugar Daddy
Autor: Lisa Kleypas
Série: Travises #1
Páginas: 255
Ano: 2016
Editora: Gutenberg
Sinopse: Uma escolha pode conduzi-la à felicidade... Ou partir irremediavelmente seu coração.
Liberty Jones é uma garota determinada, mas em sua vida pobre e difícil não há espaço para que ela consiga vislumbrar seus sonhos sendo realizados. Seu único consolo é a amizade e o amor que nutre por Hardy Cates, um jovem que possui ambições grandiosas demais para ficarem enterradas na pequena cidade de Welcome. Apesar da atração irresistível que pulsa entre os dois, tudo o que Hardy não precisa é de alguém para atrapalhar seus planos de sucesso, e ele a abandona no momento mais difícil de sua vida: quando a mãe de Liberty morre tragicamente em um acidente; deixando um bebê para ela criar. Mas a vida traz grandes surpresas e Liberty se vê sob a tutela de um magnata bilionário, que irá oferecer muito mais do que proteção à irmã e a ela, mas também revelará uma forte ligação com o passado obscuro da família de Liberty. O que Liberty não espera é ter de lidar com Gage Travis, o filho mais velho do magnata; o rapaz não aprova a presença dela em sua casa e fará de tudo para afastá-la de sua família... Gage apenas esquece de também mantê-la longe de seu coração.
Às vezes a vida tem um senso de humor cruel, entregando-lhe aquilo que você sempre quis no pior momento possível...


Lisa Kleypas é mais conhecida pelos seus romances de época (HATHAWAYS, ME ADOTEM!!!), mas poucos sabem que ela tem uma série de romances contemporâneos chamado The Travis Family (Família Travis). Cada livro é focado em um irmão Travis, sendo A Protegida o primeiro deles. Antes de ler esse livro, eu já havia lido várias resenhas comentando que não haviam curtido muito a história e finalmente eu descobri o porquê. Apesar da participação de um Travis, aqui a história de vida guerreira de Liberty Jones.

Gente, Liberty virou muito minha guerreirinha. Desde seus 14 anos de idade, ela praticamente se criou sozinha. Não que sua mãe fosse uma mãe ruim, mas ela era um tanto negligente. E isso tudo só aumentou depois do nascimento de Carrington. Liberty praticamente virou mãe da sua irmã e, para ela, esse foi o maior feito da sua vida.

A vida não foi fácil pra Liberty e tinha tudo para fazer com que ela desistisse na primeira porta fechada, mas não. Ao longo do livro, vemos como Liberty supera cada dificuldade, sempre de cabeça erguida e nunca deixando abater por muito tempo. Vemos uma menina descendentes de mexicanos se transformar em uma mulher muito segura de si e determinada.

Logo na sinopse vemos que a vida de Liberty é marcada com dois homens importantes. Hardy Cates, além de seu primeiro amor, foi o seu primeiro amigo e a pessoa que sempre esteve ao seu lado nos momentos mais difíceis de sua vida. Gage Travis foi o primeiro cara que Liberty se interessou desde que Hardy foi embora. Essa é a fórmula perfeita para uma história com triângulo amoroso, mas vai muito além disso.

Esses dois homens quase não aparecem na história e vão ter sua importância e maior presença nos capítulos finais. Apesar disso, Lisa soube trabalhar muito bem os sentimentos e emoções que ambos iniciavam em Liberty.


Há também um terceiro homem (esse muito mais importante) na vida de Liberty: Churchill Travis, o patriarca da família Travis. De repente Liberty se vê trabalhando para esse homem achando que era por simples e pura bondade do coração dele. Também era isso, mas o que realmente levou Churchill a tomar Liberty debaixo de suas asas vai mais além. Eu estava com altas teorias sobre o motivo, mas nenhuma delas se concretizou, me deixando super estirada na BR quando finalmente foi revelado o interesse de Churchill nas irmãs Jones.

Da Lisa, eu só li a série dos Hathaways. Gostei muito porque é uma narração em terceira e um tanto sarcástica/irônica por conta de algumas tiradas dos personagens. Já aqui, a narração é em primeira pessoa, onde vemos a fundo a personalidade e emoções de Liberty. Apesar dela ser narradora, as descrições são feitas de forma bem simples, mas igualmente rica, fazendo com que você consiga visualizar fácil o ambiente.

A Protegida é um livro diferente do que já li da Lisa e acabei gostando. Com certeza vou continuar a série, já que estou ansiosa para saber o que Hardy vai aprontar em A Redenção.

17 comentários:

  1. Oi, Lu
    Quando li esse livro fui com as expectativas muito altas e não conseguia me situar na história, não sabia em que ano se passava. Fiquei presa entre 2000 e os anos 90 e isso me fez desaproveitar mais do enredo porque eu não parava de imaginar em que época a gente estava. Eu acabei não curtindo tanto, então deixei de ler o segundo mesmo todo mundo dizendo que era o melhor, e parti para o terceiro, que é bem simples mas que eu amei.
    Espero que goste dos outros!
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu!
    Já tinha visto a capa, mas não sabia nada sobre. Agora, após sua resenha, fiquei totalmente encantada. A protagonista parece ser incrível, fiquei bem curiosa pelo interesse do Churchill nas irmãs. Já estou bolando motivos aqui na cabeça! haha
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu, tudo bem?
    Já tinha ouvido falar e li algo a respeito desse livro, mas ainda não conferi. Com sua resenha fiquei ainda mais interessado
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu
    eu só tinha lido os romances de época da Lisa e adorei conhecer outro tipo de escrita dela! Gostei bastante e corri p ler o livro seguinte, tão bom quanto!

    Bjooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu amo "A protegida", mas dessa sério "A Redenção" salta como meu romance contemporâneo favorito. A Lisa não por acaso é minha autora favorita, ela sabe construir personagens como ninguém! E sim amei que você gostou do livro!!!

    Jaci
    Uma Pandora e Sua Caixa

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu,
    Eu e a Lisa não somos muito amigas. Nunca gosto dos livros dela, mas minha mãe a adora. Ela não comprou esse, pq fugia do romance de época tradicional. Vou mostrar essa resenha para ela!
    Beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  7. Oi Lu!
    Nunca tive interesse nessa série, mas ja passei os olhos por cima de algumas resenhas enquanto vagava pela net. A protagonista parece ser realmente forte, mas a trama em si não me da vontade de ler :(

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Uau, que resenha maravilhosa. Eu amo esse tipo de história, fico super envolvida. Já quero conhecer essa mais a fundo!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, Luiza.
    Eu vi muita gente falando sobre esse livro. Mas eu particularmente não tenho muito interesse em ler essa série. Gosto muito da Lisa escrevendo romance de época, mas nesse gênero eu não sei se vou me aventurar.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Gente, já amei!
    Não sabia que a Keyplas escrevia outros gêneros.
    Sou apaixonada pelos Hathaways, mesmo não tendo lido tudo ainda.
    Adorei a premissa e fiquei bem curiosa.
    Já gostei da Liberty.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Lu, tudo bem? Vc acredita que nunca consegui passar de 15% da leitura desse livro? Já tinha até desistido, mas agora, depois dessa resenha, tentarei de novo!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  12. Oi, Lu! Tudo bom?
    Esse é um daqueles livros que eu sempre passo pela capa, mas nunca tinha parado pra procurar do que se trata.
    Nunca li nada da Lisa, mas curti a premissa de ser contemporâneo e de focar bastante nas superações da personagem feminina. Amo/sou histórias assim.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  13. Só li os romances de época da Lisa que adorei!!! Esse livro dele sempre que dou uma lida em resenhas são muitos elogios, então já quero ler RSrs
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Olá Luiza,

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, pela sua resenha parece muito bom, aliás pelo sucesso da autora acho difícil ser ruim...kkk...bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu, tudo bem?
    Também quero fazer parte da família dos Hathaways, por favor!
    Quando vi o lançamento do terceiro livro da série pensei: "Ãhn, como assim romance contemporâneo?". Então, foi uma surpresa saber que a Lisa Kleypas escreve esse gênero também.
    Gostei da premissa do livro, mas parece que tô lendo alguma coisa parecida com "Princesa de Papel" que conclui a leitura recentemente.
    Então, estou curiosa pra conhecer a série, mas acho que vou demorar um pouco pra ler.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi Lu, tudo bem?
    Eu li este livro em 2016 quando foi lançado e te confesso que já não lembrava muito da história. Até fui reler minha resenha para ver o que achei kkkk
    Eu gostei do livro, apesar de ter achado o início arrastado, mas acabei não comprando os outros e dando continuidade.
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.