24 outubro 2017

Filme #26: 1922


Título Original: 1922
Sinopse: Wilfred James (Thomas Jane), até então um pacato fazendeiro, bola um plano macabro para solucionar o seu problema financeiro. Ele decide assassinar Arlette (Molly Parker), sua mulher. Mas, para conseguir fazer tudo direito, Wilfred precisa convencer Henry (Dylan Schmid), seu filho, a ajudá-lo.
Elenco: Thomas Jane, Molly Parker, Dylan Schmid, Neal McDonough, Brian D'Arcy James, Eric Keenleyside, entre outros
Duração: 101min
Roteiro: Zac Hilditch
Produção: Samantha Housman, Shawn Williamson
Direção: Zac Hilditch


Creio que Stephen King é um dos autores que mais teve suas obras adaptadas, seja em filmes ou séries. Só esse ano, foram lançadas seis adaptações suas: It - A Coisa (remake mas a gente conta), A Torre Negra (um pouco decepcionante), Mr. Mercedes (aprende ae, galera de), The Mist (que é um insulto), Jogo Perigoso e, recentemente, 1922.

1922 é um conto que faz parte da coletânea Escuridão Total Sem Estrelas, que já teve mais dois contos também adaptados: Um Bom Casamento e Gigante do Volante (que ainda não assisti, mas pretendo). 1922 foi o que menos gostei, por ser muito extenso e cansativo em certas partes. Felizmente isso não aconteceu com a adaptação feita pela Netflix.

Com pouco mais de 1h40min de duração, 1922 conseguiu ser bem fiel ao conto original. O filme focou nos detalhes certos da história, sem em nenhum momento ficar cansativo. O meu problema no conto foi justamente algumas divagações do narrador, fato que não apareceu por aqui.

Quanto aos personagens, os atores fizeram bem seus papéis. Apesar de não aparecer muito em cena, Molly Parker encarnou a Arlette do conto, com seu ar superior e sua determinação. Thomas Jane também foi ótimo no papel de Wilfred, com todo o ar calculista e frio do personagem. Destaque para Dylan Schmid no papel de Henry James. No conto, eu achava o personagem bem tapado e um tanto beberrão; aqui na adaptação ele já teve uma construção melhor.

Um detalhe que eu achei interessante foi a maquiagem do Wilfred. Tanto em cena com outros personagens quanto sozinho, sua pele parecia estar sempre suja. Eu creio que foi um jeito de externalizar o outro homem que habita dentro dele, como o próprio coloca.

Assim no conto, o filme também conseguiu retratar de forma bem realista a vida das pessoas do interior dos EUA no começo dos anos 20, principalmente sua mentalidade. Só um detalhezinho no final que não curti muito, mas porque eu li o conto original e senti falta. De resto, como já falei, está de parabéns a adaptação.

1922 entrou no catálogo da Netflix na última sexta e é uma boa pedida para aqueles que querem conhecer algo do King sem que envolva palhaços ou hotéis amaldiçoados.


18 comentários:

  1. Luiza, não sabia que tinha virado filme. Fiquei super a fim de assistir!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  2. Eita, se tem alguém q me mete medo é Stephen King
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    N li e nem assiti nada dele ainda...

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lu!
    Eu tô louca pra assistir desde que vi lá na Netflix. Acho que no fim de semana eu assisto. Não li o conto e acredito que não vou ler, então não vou poder comparar. Mas fico feliz em saber que a adaptação é bem fiel ao conto original, sempre aprecio este fato.
    Um super beijo!
    Thami, Blog Historiar.

    ResponderExcluir
  4. meus filmes de terror preferidos sempre sao inspirados nos livros do king, ja adorei essa indicação, quero mt ver

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  5. Oi, Lu

    O Stephen tem tanto livro e conto publicado que eu sempre tô conhecendo um novo! Hahaha
    Não conhecia esse aí, mas achei esse fazendeiro bem doidão.

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Luiza,
    O filme não faz muito o meu gênero, então e bem provável que eu não assista, mas que bom que ele conseguiu ser fiel ao conto.

    *bye*
    Marla Almeida
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/



    ResponderExcluir
  7. Oi Lu. Nunca li nada do autor mas todo mundo diz que quase nenhuma adaptação dos livros dele fica realmente boa, não sei porque. Eu vi esse filme no catálogo ontem e ai vi sua publicação no Facebook sobre ele algum dia desses, já até me interessei haha espero gostar mesmo que o gênero não me satisfaça.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, Luiza.
    Sempre fazem adaptações dos livros do King, mas esse ano só dá ele hehe. Eu como não sou tão fã dos livros do autor, quase sempre nunca assisto, por isso não sei se vou ver esse.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Não é um género que goste particularmente, nem em filme nem em livro...

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bom? Eu gosto muito do gênero e não cheguei a ler o conto. Vi pessoas que não gostaram do filme por ser confuso mas quero assisti-lo.

    Beijos
    Amor Literário

    ResponderExcluir
  11. Oi Lu! Este foi o conto do livro que mais me deixou horrorizada, quero só ver como ficou nas telas. Bjos!!!

    ResponderExcluir
  12. Oi Lu! Realmente as obras do King tem muitas adaptações, pena que nem sempre são boas, né? kkkkkk Que bom que essa é fiel, gostei da premissa e por ser bem realista, não li o conto ainda, mas muito me interessa hehehehehe

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  13. olá!

    vi que saiu esse filme na netflix e fiquei com o pé atrás. Mas... Stephen King, né? Sempre um bom motivo pra dar chance as obras.

    um beijo
    litgrrrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Lu.
    Eu fujo de filmes assim, sou medrosa confessa. rsrsrsr
    Mesmo assim valeu a dica, pois minha filha adora!
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu, tudo bom?
    Eu tô querendo muito ver esse filme, mas como sou muito corajosa (cof cof) e só consigo sentar na frente do PC à noite, não me arrisco a ver. Não tem a luz dos céus me protegendo (e haja música feliz pra cantar nessas horas UHASUHASUHASUHUHASUHASUH)
    Tô bem curiosa com essa adaptação; King tá reinando em filmes, séries e tudo mais esse ano, gosto assim!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  16. Não assisti ainda. Mas que bom que o filme ficou fiel ao conto.
    os relatos de uma jornalista

    ResponderExcluir
  17. TIO KING NÉ, MELAMOOOOOOOOOOOOOOOR <3
    já vi que lançou, já quero assistir. Sou loka por tudo que esse cara faz porque tudo que tem o dedo dele é FODA!

    beijo
    www.beinghellz.com.br

    ResponderExcluir
  18. A direção e o elenco tiveram uma grande química. Stephen King é um gênio de terror, ele sempre surpreende com suas histórias, são fascinantes. Minha adaptação favorita dele é It: A Coisa, o novo Pennywise é muito mais escuro e mais assustador, Bill Skarsgård é o indicado para interpretar o It Pennywise . Os filmes de terror são meus preferidos, evolucionaram com melhores efeitos visuais e tratam de se superar a eles mesmos. Eu gosto da atmosfera de suspense que geram. E acho que este é um dos melhores, It tem protagonistas sólidos e um roteiro diferente. O clube dos perdedores é muito divertido e acho que os atores são muito talentosos. Já quero ver a segunda parte.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.