17 julho 2017

Resenha #187: Desejo À Meia-Noite - Lisa Kleypas (Arqueiro)

Título: Desejo À Meia-Noite
Título Original: Mine Till Midnight
Autor: Lisa Kleypas
Série: The Hathaways #1
Páginas: 272
Ano: 2013
Editora: Arqueiro
Sinopse: Após sofrer uma decepção amorosa, Amelia Hathaway perdeu as esperanças de se casar. Desde a morte dos pais, ela se dedica exclusivamente a cuidar dos quatro irmãos uma tarefa nada fácil, sobretudo porque Leo, o mais velho, anda desperdiçando dinheiro com mulheres, jogos e bebida. Certa noite, quando sai em busca de Leo pelos redutos boêmios de Londres, Amelia conhece Cam Rohan. Meio cigano, meio irlandês, Rohan é um homem difícil de se definir e, embora tenha ficado muito rico, nunca se acostumou com a vida na sociedade londrina. Apesar de não conseguirem esconder a imediata atração que sentem, Rohan e Amelia ficam aliviados com a perspectiva de nunca mais se encontrarem. Mas parece que o destino já traçou outros planos.
Quando se muda com a família para a propriedade recém-herdada em Hampshire, Amelia acredita que esse pode ser o início de uma vida melhor para os Hathaways. Mas não faz ideia de quantas dificuldades estão a sua espera. E a maior delas é o reencontro com o sedutor Rohan, que parece determinado a ajudá-la a resolver seus problemas. Agora a independente Amelia se verá dividida entre o orgulho e seus sentimentos.
Será que Rohan, um cigano que preza sua liberdade acima de tudo, estará disposto a abrir mão de suas raízes e se curvar à maior instituição de todos os tempos: o casamento?


Desde que terminei meu projeto com Os Bridgertons, estava atrás de uma família de época para me adotar por um tempo. Eis que resolvi dar uma chance a uma série que uma amiga minha há 84 anos pede para eu ler. E pode ter certeza que fui super conquistada pelos Hathaways.

Antes de começar a resenha propriamente dita, devo dizer que as capas dessa série são MARAVILINDAS!!! Nesse quesito, a Arqueiro sempre faz um bom trabalho, mas acho que essas capas são as mais bonitas de todas as capas ever!

Os irmãos Hathaways são formados pelo único homem e mais velho Leo(buste) e as quatro irmãs Amelia, Winnifred, Poppy e Beatrix. Logo nos primeiros capítulos percebemos que eles não são uma família aristrocrata nos padrões que a sociedade londrina impõe.

Enquanto o irmão mais velho se afoga na bebida e vícios, Amelia tomou pra si o papel de chefe de família e faz de tudo para que não falte nada para seus irmãos, sempre se deixando em segundo plano. Apesar de tentar seguir as regras da sociedade londrina, Amelia é uma mulher bem centrada, planeja tudo antes de colocar em prática e quando bota algo na cabeça ninguém tira. Foram que compartilhamos o mesmo TOC de bater os pés quando estamos nervosas/ansiosa. E foi essa personalidade particular que encantou o cigano Cam Rohan.

Por Cam ser cigano já foi um incentivo para esse livro. Afinal, não lembro de ter lido algum romance de época com personagens assim. Meio irlandês, meio cigano, Cam nunca se encaixou direito na sociedade londrina e nem no seu clã, mas vai levando a vida do jeito que dá, trabalhando como gerente em um clube de jogos. Cam tem a língua bastante afiada, exala sensualidade, mas no fundo é um cara que se torna leal e protetor a todos que ele se importa. O que mais gostei mesmo nele foi o modo como ele lida com o preconceito das pessoas. Em nenhum momento ele deixa as palavras o atingirem e sempre tem uma ótima resposta na ponta da língua.


Vamos acompanhando Cam tentando seduzir Amelia e Amelia tentando (foco na palavra tentando) fugir de seus jogos como o diabo foge da cruz, mas situações acontecem e sempre colocam os dois no mesmo caminho (mesmo lugar, mesmo quarto). Apesar de Amelia não querer se envolver com Cam por motivos que vão além do fato dele ser cigano, creio que a maior aceitação foi por parte dele mesmo. Ele não aceita muito o estilo de vida dos gadje e quando percebe que está se apaixonando por uma, ele tem que passar por cima de alguns próprios preconceitos.

Já Amelia desde o começo aceitou Cam do jeito que era pelo fato de ter sempre vivido com um cigano, Merripen. Estando na família Hathaway desde que foi salvo, Merripen é praticamente um irmão para todos. Bem, quase todos…

Falando um pouco dos irmãos de Amelia, gostei de quase todos, exceto Leo. OK que todo mundo me disse que ele é o que mais cresce durante toda a série e tals, mas no momento ele só ganha meu ódio eterno e a vontade de fazer espetinho com os olhos dele. As irmãs de Amelia - Win, Poppy e Beatrix - são maravilhosas. As quatro tem personalidades e pensamentos um tanto diferente, mas é bonito de ver a cumplicidade e a relação entre elas. As irmãs são bem gratas por todos os sacrifícios que Amelia faz pela família, mas não querem que ela carregue esse fardo sozinha. E Cam está lá pra isso também, já que praticamente adota toda a família e seus problemas.

Adorei a escrita da Lisa e o modo como ela conduziu a história. Apesar de boa parte focar em Amelia e Cam, o livro não deixa de introduzir os outros personagens que ainda terão sua própria história, deixando aquele gostinho de quero mais. Fora que ela conseguiu logo dar umas pinceladas no casal do próximo livro aqui, sem destoar e fugir do rumo da história.

Desejo À Meia-Noite foi o início maravilhoso de uma série que eu tenho certeza que vou amar. Terminei a história querendo essa praga a boa sorte que Cam tem. Migo, se tu não quer dinheiro, tem quem queira.

20 comentários:

  1. Não conhecia esse título, mas fiquei super curiosa! Deve ser super bom mesmo!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu!

    Acho muito engraçado esse termo seu de fui adotada kkkkkkk, essa série realmente e bem falado, mas é primeira resenha que leio deste livro, você sabe que estou fugindo de romances de época mas gostei da proposta, principalmente pelo fato do par romântico ser um cigano, geralmente e conde daquilo ou isso, e nossa quanto ódio do tal do cam kkkk, adorei a resenha.

    Beijinhos

    Resenha Atual

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu, o Cam apareceu em Pecados no inverno, lembra? A Série As quatro estações do amor, eu li apenas este livro, preciso ler toda a série, vou acompanhando suas resenhas..

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  4. Awwwwn, que saudade dessa séria! Já li ela há um tempão e vez ou outra sinto necessidade de dar uma olhadinha outra vez, mas fico na maior preguiça. Esse livro com certeza é meu favorito já que foi meu primeiro contato com a autora, mas também adorei o livro do Leo, meu queridinho <3
    Beijo.
    https://leitoraencantada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Nossa fui uma apaixonada pelos Bridgertons também nossa uma coleção maravilhosa não quero me prender em series morro de raiva de ter que esperar lançar os livros, mas o resenha tentadora.

    Beijos
    La Rosa Blanca

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Uau, essa série parece ser boa mesmo, ein?! Fiquei curiosa para lê-la... Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  7. Oi
    menina sempre vejo falarem bem dessa série, ainda falta 5 livros para terminar os Bridgertons,mas depois da resenha já add ele como desejado, achei legal o personagem ter descendência cigana, como você não tinha visto isso em livros desse gênero.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Lu!
    Que bom que você adotada por essa família "maravilhosa" dos Bridgertons. Foi a primeira série que li e é uma de minhas favoritas. O cigano Cam Rohan é marcante, envolvente e traz toda uma tradição consigo. Apaixonante amiga e se continuar a ler as séries de romances de época da Lisa Kleypas vai se deparar com esse cigano quando ainda jovem.
    Muito bom ler suas resenhas e sentir o quanto a leitura te conquistou.
    Beijinhos



    ResponderExcluir
  9. Oi Lu, os Hathaways são maravilhosos, eles tb me adotaram dai eu quis casar com o Leo, mas não deu certo kkkkkkkkkkkk Eu realmente acho que ele é o personagem mais desenvolvido da história, independentemente de gostar dele ou não, Ok, vc já sabe que eu gosto kkkkkkkk Ainda bem que vc curtiu o primeiro livro, Cam é um cigano sensacional!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Adorei a resenha.
    E lá vem mais uma coleção q vou ter de adquirir: D

    ResponderExcluir
  12. Oie Lu =)

    Me sinto uma ET por que aparentemente sou a única que não curtiu esse livro rs... Achei a protagonista um porre e a história meio que mais do mesmo. Dizem que a série melhora bastante nos outros livros, mas fiquei meio assim com a autora =(

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu! Eu gosto desta série, mas este livro é o que menos curti. Na époxa quase não continuei com a leitura da série, mas depois os livros ficaram sensacionais e o meu amorzinho é o da Poppy.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  14. Oie Lu, tudo bem?

    Menina esse tipo de livro não me chama muito a atenção, mais quando você falou o Cam ser cigano meus olhinhos brilharam pois como você eu também não me recordo de ler um livro com um personagem e já comecei a montar um crush literário na mente (sou dessas hahahaha).
    Adorei também a sua doce e meiga frase "meu ódio eterno e a vontade de fazer espetinho com os olhos dele", me identifiquei e vou guardar essa frase para um próxima ameaça kkkk.

    Resenha MARAVILINDA

    Bjokas

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Não é um livro que eu leria mas no geral parece ser bem interessante e gostei da resenha. E essa capa é muito linda!

    Beijos,
    ahamare.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi, Lu

    Eu quero muito ler essa série, mas é tanto romance de época que até fico perdida. Eu tenho o livro que tem a capa de vestido verde, não sei qual ele é. E ao contrário de você eu acho essas capas bem sem graça. Rss

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  17. Eu amo as Hathaways e, as vezes, até o irresponsável do Leo hhaha Ele realmente melhora ao longo do tempo, mas a postura irresponsável dele é difícil de justificar. Ele deixou as irmãs em estado de fragilidade social gravíssimo, seria feio no século XXI, no XIX é imperdoável. Se Amelia e Merripen não estivessem firmeza seria um desastre.

    Gritei quando vi que você ia começar mais um projeto com essa família! Você acredita que me caso com essas capas foi o contrário do seu, torci o nariz para elas tantooo... Meu Deus como sou besta haha

    Eu adoro o casal Amelia & Cam, acho que são meu casal favorito da vida, eles se completam de uma forma maravilhosa. E Cam, meu Deus, acho que em todas as meia-noites da vida é com ele que sonho.

    Adorei sua resenha Lu, me deu vontade de ir ali reler de novo.

    Uma Pandora e sua Caixa

    ResponderExcluir
  18. Oi Lu!
    Começar essa série dos Hathaways tbm já está na minha lista há um tempão, nunca li nada da autora! As capas são realmente lindas *-*
    Bjs, sua resenha me animou!
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Depois que li O Duque e Eu fiquei bem animada para ler outros romances de época (fora a própria série que ele pertence) e esse livro sempre está na biblioteca que frequento, talvez seja hora de dar uma chance a ele.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.