23 março 2017

Resenha #150: Revival - Stephen King (Suma de Letras)

Título: Revival
Título Original: ---
Autor: Stephen King
Série: ---
Páginas: 376
Ano: 2015
Editora: Suma de Letras
Sinopse: Em uma cidadezinha na Nova Inglaterra, mais de meio século atrás, uma sombra recai sobre um menino que brinca com seus soldadinhos de plástico no quintal. Jamie Morton olha para o alto e vê a figura impressionante do novo pastor. O reverendo Charles Jacobs, junto com a bela esposa e o filho, chegam para reacender a fé local. Homens e meninos, mulheres e garotas, todos ficam encantados pela família perfeita e os sermões contagiantes.
Jamie e o reverendo passam a compartilhar um elo ainda mais forte, baseado em uma obsessão secreta. Até que uma desgraça atinge Jacobs e o faz ser banido da cidade.
Décadas depois, Jamie carrega seus próprios demônios. Integrante de uma banda que vive na estrada, ele leva uma vida nômade no mais puro estilo sexo, drogas e rock and roll, fugindo da própria tragédia familiar. Agora, com trinta e poucos anos, viciado em heroína, perdido, desesperado, Jamie reencontra o antigo pastor. O elo que os unia se transforma em um pacto que assustaria até o diabo, com sérias consequências para os dois, e Jamie percebe que “reviver” pode adquirir vários significados.


Não é segredo pra ninguém que sou super fã do King. Infelizmente, não todos os livros deles que se tornam favoritos e Revival foi um deles.

Assim como em O Cemitério, durante toda a leitura temos aquela sensação de que algo de terrível vai acontecer. Diferentemente do livro citado, toda essa narração fez com que a leitura ficasse um tanto tediosa.

Boa parte do livro, Jamie passa contando sobre sua vida desde que conheceu Charlie quando criança até seu último encontro. OK que é legal pra situar onde cada um se encaixa na vida um do outro, mas creio que alguns detalhes da vida de Jamie poderiam ter sido tirados, o que eu achei muita encheção de linguiça.

Mesmo com toda a enrolada é impossível você largar o livro por muito tempo. Fica aquela dúvida de “o que será que o King vai aprontar aqui?”. E digo, foi algo tão assustador quanto os outros terrores que ele já lançou por aí. O problema foi que todo esse ápice foi deixado para o final e ficou um tanto corrido


Em Revival, o assunto principal é - ou a falta dela. Até onde vamos a nossa fé pode nos levar? Que limites são realmente necessários? Creio que esse foi o ponto que King quer que reflitamos. Vários personagens, ao longo do livro, vão tendo fé - em alguma coisa - ou sofrendo a perda dela e suas ações têm sempre algumas consequências não muito boas. Afinal, muitas ações hoje em dia são justificadas pela “fé”, mas, em boa parte, essa fé é somente uma desculpa.

Quando terminou de escrever, Stephen declarou que esse foi o mais assustador que escreveu (antes esse posto pertencia a O Cemitério). Volto a declarar que para mim, esse foi um livro mediano, já que, por exemplo, O Iluminado me deixou algumas noites sonhando com um certo hotel.

Stephen também declarou que esse livro foi inspirado em Frankenstein, da Mary Shelley. Apesar de não ter lido o livro, pelo pouco que sei da história, realmente vemos traços da obra aqui. King também faz referências alguns de seus outros trabalhos, sendo que essas podem passar despercebidas.

Quanto a edição, nada a reclamar: folhas amareladas, fonte e tamanho confortáveis de letra. A única ressalva é quanto a capa. A capa é maravilhosa sim, com esse efeito. Porém, com o manuseio do livro, a minha começou a descascar nas lombadas. Fiquei bem triste com esse resultado. Fora que, depois de um tempo, o livro fica em pé: simplesmente ele não fecha direito. Vamos resolver isso aí, porque não é o primeiro livro que tem a capa com esse material que percebi isso.

Assim como em O Cemitério, recomendo Revival para aqueles que querem começar de forma leve a ler os títulos do rei do terror.

PS: não consigo olhar o título desse livro e não me lembrar da música Revival, da Selena Gomez.

21 comentários:

  1. Oi Lu,tudo bem?

    Nossa que bom saber que esse livro é mais leve e que pena que pra ti ele foi mediano... eu ainda não me sinto a vontade para ler este livro... tem 4 livros do autor que quero muito ler e já os tenho, quero ver se começo ler no mês que vem, acredito que eu vá gostar tanto a ponto de querer ler tudo hahaha. Adorei a sua resenha... fiquei curiosa com a música da Selena, sou dessas rs. Xero!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lu. Eu nunca li nada do King então não sei muito o que pensar das obras dele. Talvez ele seja superestimado, e as obras dele não seja realmente tão boas assim, porém quero muito ler Misery para conferir, e olha que eu nem gosto do gênero KKK
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu, adorei sua opinião sobre o livro. Apesar de eu ser super fã do King, esse é um que ainda nem pensei em ler pois não vi ótimas criticas a ele! Já O Cemitério, é um dos meus favoritos!
    Beijos!

    www.lendo1bomlivro.com.br
    Instagram :) @lendo1bomlivro

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lu. Tudo bem?
    Ando lendo uns livros de King ultimamente, não sou um fã de muito tempo, mas já reparei que os livros dele (pelo menos os que li) induz mais o leitor a um terror psicológico, não aquela coisa aterrorizante e assustadora. Junta todo esse "aperto de mente" que ele faz com a narrativa impecável e não tem como não gostar até mesmo dos mais fracos. Revival é um dos que não tenho vontade de ler, confesso.

    Bjinhos
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Lu!
    As sinopses dos livros do King me remetem logo a filmes de terror bons de assistir. Pena que esse não entrou para os seus favoritos. De fato é meio complicado quando o meio do livro fica se arrastando e o clímax fica todo para o fim... Finais corridos sempre deixam uma pontinha de decepção.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu!
    A edição é tão linda né?
    Eu pensei que Revival fosse "tenso" no sentido de assustar, uma pena que não seja. Mesmo assim ainda quero conferir a leitura.
    Beijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre vejo ótimas resenhas a respeito do livro mas, nunca li.

    Um beijo,

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir
  8. Sempre que leio alguma resenha do King só penso : " Ok! Tenho que ler" minha mãe é fã do autor!! Mas eu infelizmente ainda não li nenhuma obra dele, tenho que ler já!!!
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie Luiza =)

    Apesar de seu um autor super aclamado, a minha primeira e única experiência com o King não foi muito boa =(

    E como o estilo dele não é um que me atrai muito deixou passar rs...

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  10. Oi Lu!

    Faz tempo que estou enrolando para ler um livro do King, na verdade eu morro de vontade de ler,só não sei por qual começa sabe? A maioria dos livros não me chama tanta atenção assim, serio nada contra por que amo terror, mas as resenhas nunca me conquistam hahahaha mas acho que vou começa pelo Iluminado, se não nunca vou saber, mas não duvido que o autor seja bom, que pena que este livro não te conquistou.


    Beijinhos

    Resenha Atual

    ResponderExcluir
  11. Vou ser sincera, nunca li nada do King porque realmente nunca me interessei. Vejo muitos falando dele, mas quando procuro as obras dele, acabo não me interessando. Porém, eu ainda não conhecia essa obra Revival, que realmente me fez ficar interessada pela escrita do King. Essa questão reflexiva da fé é muito interessante se o autor souber desenvolver, o que acredito que este autor deva conseguir, então por isso, quando for ler algo do King, com certeza irei começar por esse.
    Obrigada pela dica!
    Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
  12. Oi Lu! Eu preciso ler algo do King esse ano, não posso deixar passar! Mesmo sendo mediando eu acho que vou curtir, falar de fé é sempre interessante!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu,
    Como não ser fã do King? rsrs
    Tive uma reação parecida com a sua quando li Revival: curti, mas não se tornou um favorito.
    Acho que são as reflexoes da estória o que mais se destaca no livro.
    Tbm não achei esse livro assustador (na verdade, não achei nenhum livro do King realmente assustador). Acho que a palavra mais precisa seria perturbador, ainda mais considerando o final.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oie,
    confesso que não é meu estilo favorito, então não leria no momento

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz
    Canal no youtube

    ResponderExcluir
  15. Oi, Lu!
    Bela resenha.
    Eu gosto muito dos livros do King que eu li. Esse ainda não li e achei interessante abordar a questão da fé. Bom, é uma pena que tenha tido toda essa enrolação e que o final tenha sido corrido.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oiiii, Lu. Eu não sou muito fã do King :( Todos os livros que peguei dele me decepcionaram :P Mas sei que é questão de gosto, pois muita gente adora =D
    Uma pena que o livro não tenha sido tudo o que você esperava e a edição tenha ficado meio ruim, mas são coisas da vida, né?
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Lu, tudo bem?
    Eu nunca li nada do King, já que terror não é muito a minha praia. Mas, sei que ele é super elogiado pelos leitores e crítica. Uma pena que desta vez o livro não te ganhou de todo. A capa é bonita, pena que ocorre este desgaste que você citou. Um ótimo final de semana. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi Lu,

    Tem muito tempo que não leio nada do autor, acho que perdeu a graça para mim, não é mais o meu estilo. Uma pena que ficou corrido e todo ápice deixado pro final, detesto sentir essa enrolação na narrativa.
    Eu li O Iluminado, realmente aquele hotel é assustador mesmo.. gosto muito do filme tb!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  19. Só li um livro do King, que não curti tanto... Acho que não gostaria tanto desse, eu ultimamente estou bem impaciente com encheção de linguiça. Parece-me que não iria gostar desse livro também. Vou procurar O Iluminado, rs.
    Abçs
    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
  20. Oi Lu, tudo bem?

    Estava morrendo de saudade dos posts aqui do Balaio <3
    Então, eu ainda não li nenhum livro do King, sou muito medrosa e com uma imaginação enorme, e ouvi dizer que os livros do King tem uma pegada terror psicológico, não sei como eu lidaria com isso kkkkk.
    Mas amei a sua resenha, como sempre!

    Com carinho,
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginas.com.br

    ResponderExcluir
  21. Olá Lu!
    Estou contigo. Não é um dos meus favoritos, mas também não é ruim. Gostei MUITO do começo, mas depois achei o livro bem arrastado até o momento onde o protagonista reencontra Charlie. Mas ainda assim curti bastante.
    Bjs

    ...:::EntreLinhas Fantásticas

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.