16 março 2017

Resenha #148: Caraval - Stephanie Garber (Flatiron Books)

Título: Caraval
Título Original: ---
Autor: Stephanie Garber
Série: Caraval #1
Páginas: 416
Ano: 2017
Editora: Flatiron Books
Sinopse*: Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua amada irmã, Tella, vivem com seu poderoso e cruel pai. Agora, o pai de Scarlett arranjou um casamento para ela, e Scarlett acha que seus sonhos de ver Caraval, o longínguo, uma vez por ano, onde a platéia participa do show, acabaram.
Mas este ano, o convite que Scarlett sonha há muito tempo chega finalmente. Com a ajuda de um misterioso marinheiro, Tella leva Scarlett para o show. Somente, assim que chegam, Tella é seqüestrada pelo organizador do mestre de Caraval, Legend. Acontece que o Caraval da temporada gira em torno de Tella, e quem a encontrar primeiro é o vencedor.
Scarlett foi dito que tudo o que acontece durante Caraval é apenas um desempenho elaborado. Mas ela, no entanto, se envolve em um jogo de amor, desgosto e magia com os outros jogadores do jogo. E se Caraval é real ou não, ela deve encontrar Tella antes que as cinco noites do jogo acabem, um perigoso efeito dominó de conseqüências é desencadeado, e sua irmã desapareça para sempre.


Bem-vindo, bem-vindo ao Caraval! O maior show em terra ou pelo mar. Dentro, você experimentará mais maravilhas do que a maioria das pessoas veem na vida.*

Quando vi essa capa lindíssima de Caraval, me apaixonei. Depois que li a sinopse, sabia que iria ter de ler esse livro. Digo que está valendo todo o hype que está recebendo. (Hype este desconhecido por minha pessoa, graças a Deus!)

Caraval é um livro muito descritivo, mas não um descritivo daqueles cansativos à la Tolkien. Narrado em terceira pessoa, com foco em Scarlett, somos apresentado a todo um mundo que é Caraval, novo e diferente de tudo que Scarlett já viu . As descrições sobre o local onde se encontra Caraval são daquelas bem vividas, daquelas de fechar os olhos e realmente se imaginar naquele lugar.

Algo que achei legal e diferente foi a associação que Scarlett fazia com cores e emoções. Não, era não era nenhuma psíquica e nem via aura de ninguém. Eu acredito que cores transmitem emoções e emoções podem ser representadas por cores. Essa associação dá uma realidade a mais nos sentimentos. E o que dizer de um vestido que se transformava de acordo com essas emoções? (Vibes daquele anel das emoções, mas ok!)

Cor suave como veludo e tão afiada quanto faíscas que se transformaram em estrelas.*

Scarlett Crimson foi uma mocinha que, apesar de alguns detalhes, me conquistou. Apesar de parecer um disco quebrado toda hora se relembrando sobre seu casório, vamos vendo ela ter um ótimo crescimento durante a história. Tudo que ela mais queria era só se casar, levar sua irmã junto e viver longe das ameaças e agressões do pai. Mas, ao longo do jogo, ela vai percebendo que se anular e viver segura sem realmente ter vivido não é um modo legal de se levar a vida.

Julian também foi um mocinho que me conquistou logo na primeira cena. Um tanto misterioso quanto a sua ida para Caraval, ele se torna um tanto protetor e leal a Scarlett, mas sem subjulgá-la. A química entre os dois não ficou algo forçado. O papel dado a ele nesse jogo foi algo que me surpreendeu, mas nem por isso deixei de gostar menos dele.


Temos uma mocinha e um mocinho, mas aqui o foco não é o romance. Apesar de muitas vezes achar um tanto exagerada essa lealdade cega de Scarlett para Donatella, o foco da história é a relação entre as irmãs e o autoconhecimento. Scarlett não estava ali somente pelo jogo; ela estava ali para salvar a vida da pessoa que ela mais ama e se importa no mundo.

Um personagem que sempre estava ali era Legend, o master de Caraval. Ele só foi dar as caras realmente quase no final, mas sua presença estava por todo o lugar, como um fantasma. É como se ele e Caraval fosse somente um só.

Tudo o que você já ouviu sobre Caraval, não se compara à realidade. É mais do que apenas um jogo ou uma performance. É o mais próximo que você encontrará para a magia neste mundo.*

De certa forma, Scarlett me lembrou a Callie, de Nove Regras A Quebrar Antes de Se Apaixonar. Tendo a mãe as abandonado quando criança, Scarlett tomou pra si a responsabilidade de proteger e cuidar da sua irmã mais nova Donatella do pai extremamente agressor. Com isso, ela se tornou uma pessoa bem temerosa de fazer qualquer coisa, com medo da represália do pai. Quando sua irmã se torna parte do jogo que é Caraval, mesmo com todo esse medo, ela parte para salvá-la. Ou seja, as duas, apesar de suas personalidades, elas decidiram assumir certos riscos.

Toda pessoa tem o poder de mudar seu destino se eles são corajosos o suficiente para lutar pelo que desejam mais do que qualquer outra coisa.*

Falando em Donatella, comecei a história morrendo de ódio dessa garota. Assim como Legend, sua presença era constante, apesar de quase não aparecer. Durante boa parte da história, eu só conseguia vê-la como uma garota mimada e egoísta, que não se importava tanto quanto Scarlett se importava com ela. Não vou mentir que desejei a morte dela umas 1931812294 vezes durante a leitura, mas quando seu papel foi realmente revelado, eu fiquei “CA-RA-CA! Me perdoa, gata, por favor!”. Foi uma das coisas que eu realmente não previ.

O que mais gostei aqui e me fez dar essa nota foi justamente essa falta de previsibilidade da história. Ok que até certa parte dá pra realmente achar a história um tanto previsível. Então é aí que começam os tiros. Da metade em diante, aconteceu tanta coisa que meu terceiro olho não previu. Um plot twist atrás do outro que, quando eu estava me recuperando de um, vem outro bem e BUM! bem nos peitos. Devo ter tido uns mil infartos até o final do livro. Como diz a minha amiga gaúcha: é de cair os butiá dos bolsos.

Falando em final, foi um final fofinho e bonitinho, condizente com a história. Um tanto fechadinho... até que chegamos no epílogo. Olha, gente... que epílogo! Eu estou aqui torcendo logo para o segundo livro porque aquilo não se faz com as pessoas.

Euzinha, ao final do livro (mais preciso, após o epílogo)
Aos interessados, não fiquem tristes. Nos agradecimentos, a autora comenta que o livro sairá aqui pela Novo Conceito e, recentemente, no twitter eles comentaram que o lançamento está previsto para o segundo semestre. (Só espero que não faça como fizeram com trilogia Starbound e esqueçam no churrasco) (Tirei print desse comentário deles no twitter porque eu trabalho com provas) Estou torcendo muito para que eles mantenham essa capa linda! E esse é o primeiro de uma duologia #yay

Então, quando a magia de Caraval bater em terras tupiniquins, não pense duas vezes e embarque nessa aventura.

[UPDATE 03/04] A Novo Conceito adiantou o lançamento do livro. Caraval já está em pré-venda, com lançamento previsto pro dia 30/06

* Traduções feitas por mim

21 comentários:

  1. Oi Luh tudo bem?

    Quando vejo que a resenha foi classificada como escândalo, já sei que vem livro bom. A premissa é interessante, gosto de livros envolventes, que nos transposta a cada página. amei a resenha flor. Bjs

    Taynara Mello www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu! Eu sempre descubro novos livros aqui, mais um que não conhecia. Essa capa é maravilhosa, adorei a premissa. Vai para os desejados.
    Beijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Bom dia,

    Gostei muito da resenha e fiquei curiosa para saber o final.

    Um beijo,

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lu!
    Menina, fiquei muito curiosa para ler esse livro. Ainda não tinha visto nada sobre ele, mas como não ficar com vontade de ler um livro com tantas reviravoltas? :D
    Vou aguardar agora e torcer para que a editora Novo Conceito publique mesmo.
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Lu!
    Nunca ouvi falar!
    Mas isso já é normal por aqui rs
    Acho que você é a que mais me apresenta livros diferentes, muitos, acredite, eu anoto o título.
    Esse é mais um. Adorei a premissa!

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  6. Olá, Luiza.
    Tomei conhecimento desse livro esses dias quando vi a Novo Conceito anunciando no face. Como gostei do título fui procurar sobre o que era e não encontrei nenhuma resenha dele. Ainda bem que achei a sua agora hehe. Vou querer ler com certeza.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lu. Que resenha mais animada! Depois de ter lido A fúria e a aurora e ter amado (eu sei que não tem nada a ver), eu me interessei por esta história. É que as duas me parecem fantasias, então eu acho que vou gostar dessa também. Eu queria poder me arriscar a ler em inglês, mas eu sou muito ruim traduzindo, então prefiro não tentar por enquanto. Vou esperar feliz o lançamento e também espero que essa capa mara continue.
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  8. Que massa esse livro deve ser! Quero muito ler... essa gama de emoções deve ser sensacional, ainda mais com esse final amorzinho!^^
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  9. Quando eu vi o título pensei "um livro sobre o Carnaval!", rsrsrs. Mas os nomes parecem... Enfim, que capa linda essa, tomara que a brasileira também seja linda assim. E como não amar um livro cheio de viradas, né?!

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Lu! Que bom que a Novo Conceito vai lançar! Vou ficar aqui na expectativa, gostei da semelhança da protagonista com a Callie, vc sabe que eu amo 9 regras <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. Oi LU! Desde que vi seus comentários sobre a leitura lá no Insta fiquei mega curiosa para conferir, que bom que vai sair aqui esse ano.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  12. Oi, Lu.
    Não conhecia o livro, mas adorei a premissa. Gostei muito dessa associação das cores e emoções. Já vi isso em um filme e fiquei encantado.
    Não gosto de livros descritivos, mas se não cansa tá valendo.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie,
    não conhecia o livro, mas já gostei da premissa e da resenha

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz
    Canal no youtube

    ResponderExcluir
  14. Oi, Lu! Me divirto com seu jeito sincero e divertido de escrever as resenhas. Eu já tinha visto sinopse desse livro, talvez aqui mesmo naquela coluna que você traz os lançamentos gringos, não tenho certeza. O que mais gostei foi da quantidade de plot twist que você disse ter, sou o tipo de leitora que é feita de trouxa e acha legal! Hahahahaha!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu,

    Que conscidência, hoje mesmo eu vi um e-mail da Lilian comunica falando que a Editora Conceito irá lançar este livro, eu fiquei encantada com a capa também!
    Bom saber que não é cansativo à la Tolkien, adorei essa expressão hehehe..
    Amei sua resenha, cheio de sentimento hehe
    Quero ler!!

    PS: Terminei de ler A Formatura, super curti e acho que vc irá também, mas fiquei triste de não ter outros livros da autora para ler, gosto da narrativa dela e ainda não consigo ler em Inglês né..

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  16. Oi Lu!
    Cheguei a ver sua divulgação no Insta e vim conferir sua resenha que amei.Imagino como deve ter sido esse epílogo amiga. Fico em cócegas quando termina um livro assim e ainda tendo que aguardar a continuação.
    Adorei saber que vem pela Novo Conceito e ainda este ano.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Oiii!
    Já é segunda vez que vejo esse livro e nas duas vezes li Carnaval rsrs o livro já tá na minha lista. Mesmo eu não gostando muito de livro em 3º pessoa.

    Beijooos - Refúgio Da Ju

    ResponderExcluir
  18. Oi Luiza, tudo bom?
    nunca tinha escutado falar desse livro, mas fiquei bem curiosa, gostei da parte que os vestidos mudam de cor dependendo das emoções rsrsrs e adorei a personagem e a mensagem que o livro tenta passar.
    Beijos!!!!!
    http://infinitomundodoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Hey, Lu!
    MENINA! QUE RESENHA MARAVILHOSA!!!
    Na verdade, eu já devia estra acostumada né? Suas resenhas são top!
    Olha, eu acho um absurdo ainda não conseguir ler em inglês, porque é tanto lançamento perfeito que você apresenta e eu fico aqui só babando... haha.
    Essa premissa do jogo, da realidade e dos riscos do jogo, me lembraram super "Nerve". Já leu? É bom, mas não tanto... rs. Outra coisa que me lembrou "Nerve", foi o casal e a lealdade do mocinho... Espero que seja melhor desenvolvido nesse caso!
    Fiquei ansiosíssima para ler! Afinal, quando fui ler "Nerve" estava esperando algo como "Caraval". Agora, vou só esperar a Novo Conceito lançar no próximo semestre!
    Mil beijokas - Entre um Livro e Outro

    ResponderExcluir
  20. Oi Lu!
    Ja quero Caraval desde o lançamento la fora. Essa capa é lindas demais *-*
    MDS, TIROS NO MEIO DO LIVRO. JA TO SOFRENDO COM VOCÊ.
    Assim que sair eu vou tentar adquirir!

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Boa tarde Luiza,

    Essa é a terceira resenha que leio desse livro hoje e todas positivas e nem preciso falar que quero ler e estou super curioso, não gostei da capa mas isso é de menos...bjs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.