16 dezembro 2016

Resenha #121: A Vadia - Gislaine Oliveira

Título: A Vadia
Título Original: ---
Autor: Gislaine Oliveira
Série: ---
Páginas: 220
Ano: 2016
Editora: Independente
Sinopse: Esta não é uma história de amor comum, destas que você está acostumado a ler. Existe a menina boazinha? Sim! O menino bonzinho? Sim! A menina invejosa que quer separar os dois? Claro! Então o que é que esse livro tem de tão especial? Você já vai descobrir.
Esta história não será contada por um narrador desconhecido, nem pelo casal apaixonado. Contrariando todas as expectativas dos românticos de plantão, quem contará a história será ela: A Vadia.
Apresentações não serão necessárias. Você já conhece A Vadia. A garota alta, loira, peituda e fútil. Ela é a rival, a arqui-inimiga da garota tímida e do bem por quem o cara se apaixona. A piranha que dá em cima do mocinho e que também abandona um namorado só porque ele é pobre.
Você já conhece esta trama. Mas deve saber que toda história tem dois lados. Você já conhece um. Agora vai conhecer o outro!


Desde o primeiro momento que a Gi começou a divulgar esse livro, eu fiquei super curiosa. Achei um tanto diferente e não tinha ideia do que poderia acontecer.

Sammy é uma garota normal, com uma vida relativamente normal. Seu melhor amigo é o Luiz Henrique, que também é o amor da sua vida (até aquele presente momento porque né.. adolescentes..). Tudo estava indo tão bem até que, um dia, contam uma mentira sobre Sammy e ela passa a ser A Vadia.

Durante a leitura, eu me lembrei bastante de um filme chamado A Mentira (Easy A). Por conta de uma mentira, a protagonista do filme é tachada de vadia e afins. O mesmo aconteceu com Sammy. Sammy e Olive - protagonista do filme, interpretada pela Emma Stone - tomam a mesma decisão: decidem não ligar para as fofocas e seguir em frente. Enquanto Olive se utiliza de todo esse falatório para ajudar algumas pessoas (assistam o filme e descubram como), quanto mais Sammy ignora, piores continuam os boatos e isso começa a afetar sua vida.

A Vadia não trata somente sobre fofocas e difamação da mulher. Apesar de pequeno, o livro aborda de forma delicada assuntos como racismo, opção sexual, negligência escolar e familiar, entre outros.

Como vários personagens falaram, Sammy foi bem forte em ter aguentado todo esse falatório. Se fosse comigo, me conhecendo muito bem, em algum momento o buraco ia ser mais embaixo e eu ia chutar o pau da barraca. Como Sammy ressalta várias vezes: ninguém quer ouvir a verdade quando uma mentira é mais interessante. Mas como sempre devemos tentar ver o lado bom dos acontecimentos, todo essa fama de vadia de Sammy fez ela conhecer novas pessoas e ter novas amizades sinceras.

Eu gostei de todos os personagens que se importavam com Sammy: seus pais liberais, comunicativos e presentes, seus novos amigos Melinda e Marcos. Eles foram a âncora para que Sammy não se deixasse consumir por toda essa fofocaiada.

No final do livro, a Gi dá um depoimento e propõe o movimento #somostodasvadias. Então, sim, sou vadia por a maioria das minhas amizades serem homens e estar sempre rodeada deles; sou vadia porque saio na porta de pijama; sou vadia porque uso decote; sou vadia porque deixo aparecer a alça do sutiã; sou vadia por não me importar com o que o vizinho fofoqueiro vai dizer; e, acima de tudo, sou vadia por sempre expressar o que penso.

Resenha curta sim porque eu quero deixar plantada a sementinha da curiosidade. A Vadia é um livro que deve ser lido por homens e mulheres, para percebemos como uma simples mentira transforma toda a vida de uma pessoa.


PS: o filme que comentei na resenha - A Mentira - está disponível na Netflix. Também recomendo que assistam

23 comentários:

  1. Oi, Luiza!
    Confesso que me assustei quando li a sinopse, mas por vez ou outra visitar o blog da Gislaine e conhecer a forma como ela escreve e alguma de suas opiniões, já imaginei que teria algo mais por trás. Fiquei curiosa para saber como ela abordou o tema e o que a personagem fez. Também vou procurar o filme que você citou.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    não conhecia o livro, mas já li um livro da autora e gostei.
    Parece uma história clichê, mas interessante.

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz
    3 livros por 20 reais

    ResponderExcluir
  3. Oi, Luiza.
    Eu tinha lido algo sobre esse livro e conversei com pessoas que já leram. Não sei se um dia chegarei a ler, mas a sua resenha me deixou muito curiosa. Semente plantada, reações sendo colhidas...
    Acho interessante os assuntos que podem ser filtrados a partir da leitura.
    Ótima resenha!
    Beijos
    Historiar

    ResponderExcluir
  4. Eu sou super curiosa com esse livro da Gi, parece ser uma história bem interessante, e cheia de sentimentos, digo, em algumas partes deve dar alegria, raiva, etc.. E ainda assim, cheio de ensinamentos, que nem a parte final que ela instiga os leitores a fazer uma "revolução" e de se gostar como são e com o que fazem, sem pensar no que os outros pensam :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Lu.
    Já li algumas coisas a respeito desse livro tanto que ele está na minha lista de leitura.
    Espero curtir tanto que nem você.
    Beijo
    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu
    Conseguiu me deixar curiosa, achei muito legal a proposta do livro e a mensagem que ele passa, interessante. Fiquei curiosa para ler e ver como tudo acaba.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi oi Lu,
    Você deixou a sementinha da curiosidade plantada em mim. Não acredito que estou doida para ler esse livro. É diferente dos que lemos sempre. Ela conta uma história bem clichê, mas com a narrativa inversa incrível.

    Adorei a resenha querida, e vou procurar mais sobre o livro ♥


    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  8. Oi Lu, não conhecia o livro e nem a autora, fiquei super curiosa, com certeza o livro nos trás vários questionamentos para se pensar!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Também fiquei bem curiosa para ler a obra desde que a autora começou a divulgar o livro. O título é bem diferentão e chama a atenção dos leitores...

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  10. Parece ser um livro ótimo, adoro quando a história é contada pelo outro lado =)

    Tá rolando sorteio lá no blog =)
    diamanteturquesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Amei demais a abordagem do livro, é muito bacana mesmo ver e sentir o que o outro lado da história passa! Amei demais sua resenha. ♥

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  12. Olá.
    Confesso que o nome me chocou um pouco mas, lendo sua resenha e sabendo tudo que o livro aborda fiquei com vontade de ler.
    Beijocas.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu, tudo bem?
    Esta é a primeira resenha que leio deste livro. Eu n~]ao conheço a autora, e o livro só conhecia de postagens aleatórias no Facebook. Gostei de saber do que se trata e você conseguiu mais uma vez me deixar curiosa sobre a leitura, ainda mais com essa sua classificação! Assim que possível vou comprar o livro e me jogar nesta leitura. Já assisti ao filme umas duas vezes e gostei muito. Fofoca é algo problemático, nojento e que muitas vezes destrói vidas. E sim sou dessas... rsrsrsrs
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  14. OI Luiza, tudo bem?

    O livro parece ter uma história bem interessante, principalmente por abordar a difamação na adolescência, um período no qual somos tão fragéis. A Sammy é realmente um personagem muito forte, pois qualquer outro cairia e entraria em depressão. Fiquei curiosa com o desenrolar da história e posso afirmar que #EuSoouUmaVadia! Sou uma vadia quando uso meu short curto, ou uma vadia quando uso batom e principalmente sou uma vadia por ir buscar meus sonhos!

    Beijos,

    Gnoma Leitora

    ResponderExcluir
  15. Oie Luiza =)

    Confesso que pelo titulo eu não leria esse livro. Mas, conforme fui lendo a sua resenha me vi curiosa para conhecer melhor a trama, principalmente pela comparação que você fez com o filme A Mentira.

    Se tiver oportunidade vou dar uma chance sim.

    Beijos e um ótimo final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  16. Oi Lu!!!

    faz tempo que escuto falar desse livro e tenho bastante curiosidade. Acho que a Gi aborda temas super pertinentes e tb sou vadia, faço tudo isso que vc comentou! principalmente atender a porta de pijamas hehehehehehe

    Adorei a resenha!

    BJs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  17. Oi Lu. Por causa da sua classificação e resenha, eu corri na Amazon e j´´a comprei o meu! Agora é arrumar tempo pra ler.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  18. Você quis plantar a sementinha e conseguiu, Lu!
    O título é curioso, parece ser uma história engraçada e trata de assuntos que merecem ser colocados nas histórias sim.

    Bjinhos!
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Olá, Luiza.
    Desde que vi a Gih falando sobre esse livro eu fiquei curiosa com ele e essa capa então?, Maravilhosa! Eu assiti o filme que você citou e gostei bastante. Espero curtir o livro também.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  20. Só lendo sua resenha fique super ansiosa para ler a próxima linha e saber mais sobre esse livro, imagina lendo o livro, amei sua resenha, e amei seu blog parabéns!

    estanteclassica.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Sou da opinião de que não importa se você é tímida ou comunicativa, extrovertida ou introvertida, se vc acredita em sexo livre ou com compromisso, se transa antes do casamento ou depois, se você for mulher qualquer dia nessa vida vai ser chamada de VADIA! Eu dificilmente só uso saia abaixo do joelho, camisa de manga, cabelo enorme (precisando de corte), evangélica, crente, mas #SouVadia, vadia que só joga na retranca, como um homem uma vez me chamou pq não quis ir ao bar com ele, se tivesse ido seria a vadia que tem cara de santa e vai ao bar com o cara casado... hahhah não tinha escapatória, não tem...

    Nem preciso dizer que a resenha me deixou com vontade de ler o livro, que vou ler o livro tão logo possa, que a Gi está de parabéns pela ideia e pela abordagem, pq o tom da resenha já diz que o livro foi acertado.

    #DoQueEuLeio

    ResponderExcluir
  22. Oi, Lu! Esse livro estar na lista de leituras de janeiro e eu estou as expectativas lá em cima. Eu adorei sua resenha e a bandeira que você levantou juntamente com a autora. #somostodasvadia
    beijos

    ResponderExcluir
  23. Luuuu, já te agradeci muitas vezes, mas não me canso disso hahahahha
    Muito obrigada por tudo <3
    Fico imensamente feliz que tenha curtido essa história :)
    E no final, #somostodasvadias
    Um beijão
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.