08 novembro 2016

Resenha #106: O Que Há de Estranho em Mim - Gayle Forman (Arqueiro)

Título: O Que Há de Estranho em Mim
Título Original: Sisters In Sanity
Autor: Gayle Forman
Série: ---
Páginas: 224
Ano: 2016
Editora: Arqueiro
Sinopse: Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade.
Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão.
Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.


Até o presente momento na minha vida, O Que Há de Estranho em Mim foi o único livro da Gayle que me deu vontade de ler. Li muitas resenhas positivas sobre o livro e logo fiquei com grandes expectativas. Infelizmente, essas expectativas não foram atendidas. Dois sentimentos prevaleceram durante a leitura: falta de empatia e raiva.

Durante toda a leitura não consegui simpatizar com nenhuma das garotas apresentadas. Nenhuma mesmo. Achei a narração por parte da Brit um tanto quanto sem emoção e, por vezes, corrida. Também teve alguns acontecimentos bem difíceis de acreditar. Fora que eu não conseguia deixar de lembrar do filme Sucker Punch, que se passa num lugar parecido com Red Rock.

Agora nem sei por onde começar a comentar o sentimento de raiva. A raiva começava na diretora, passava por um cara que era uma espécie de inspetor e terminava nos pais e, em algumas situações, nas próprias internas. Creio que existam sim instituições tipo a Red Rock, mas algo que achei bastante surreal foi o fato da diretora, e muitos dos funcionários também como foi dito na leitura, não ter credencial para fazer o que fazia. Mesmo se eu pensasse em mandar minha filha para algum lugar assim, eu procuraria mais sobre os funcionários do que apenas acreditar nas informações de um folhetinho.

Já minha raiva pelos pais, não era nem tanto por terem mandado as filhas para aquele lugar. Não sou mãe, mas sei que por muitas vezes, nossos pais cometem ações movidos pelo medo. Minha raiva pelos pais mencionados das meninas era pelo fato de eles simplesmente não querer entender e compreender suas filhas e acham que mandando para um reformatório iria resolver tudo.


Apesar de não ter criado um laço com nenhuma personagem, vemos que todas elas são adolescentes normais passando por problemas normais da fase. Eu creio que os pais as jogavam naquele lugar na tentativa de transferir a responsabilidade de lidar com elas nessa fase para outras pessoas.

Também achei interessante sobre as internas que, segundo as Irmãs, desenvolveram uma síndrome de Estocolmo. Em alguns momentos eu me questionei “elas desenvolveram mesmo ou só estavam fingindo para sair dali o mais rápido possível?”

Um ponto positivo para o livro é que você lê rapidinho. Li quase metade dele no ônibus, indo pra faculdade. Porém, senti que ela deveria ter se aprofundado mais nos problemas mostrados, como bullying, esquizofrênia e autoaceitação.

No geral, não foi bem o que eu esperava, mas não foi de todo ruim. Recomendo para quem queira ler um livro em uma sentada.

22 comentários:

  1. Olá...

    Já cheguei a pegar esse livro várias vezes na mão pra comprá-lo, mas algo sempre me fez largar, depois que li sua resenha então...ainda bem que dei ouvidos aos meus instintos!
    É tão ruim qdo a gente cria uma expectativa bacana e o livro nos surpreende de uma maneira ruim né?
    Não gosto de livros que trazem acontecimentos meio difíceis de aceitar, que a gente sabe que é meio forçado...já peguei livros assim!
    Mas enfim, como vc disse que é uma leitura rápida, acho que é bom pra maratonas literárias né?

    Um beijo, Bá.
    http://cafecomlivrosblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lu. Tudo bem? Pena que a leitura não foi tão bacana pra você :( Eu amei o livro, mas é que me identifiquei bastante com as meninas e sofri com elas :(
    E nem me fale na raiva desses pais. Ô vontade de matar :P
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiii Lu

    Os livros dessa autora não me chama a atenção em nada apesar de todo o sucesso e até da adaptação que um deles ganhou. De todos, achava esse ainda o mais interessante, mas sei la, ainda parece que "falta algo"...

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  4. Que chato quando temos muitas expectativas positivas pois outras pessoas gostaram, e a gente não consegue gostar do livro.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  5. Nossa, Ele Tem Cara de Ser Maravilhoso..

    Beijos

    https://apegoamaternidade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Achei super interessante sua resenha e gosto bastante da sua sinceridade ao descrever cada obra.♥
    Art of life and books.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lu!!
    Fico muito com pé atrás com essa autora porque eu não gostei muito de Se Eu Ficar :/
    Quero dar outra chance pra ela, porque ela ainda pode me surpreender, o que falta é coragem para encarar rs
    Ver que você nem gostou tanto assim desse aí, me faz continuar em cima do muro rs
    Mas vamos ver o que acontece...

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  8. Que resenha incrível, amei conhecer esse livro. Adorei sua sinceridade sobre o livro, viu?
    Um super beijo, Blog Minuto de Bobeira

    ResponderExcluir
  9. Oi.
    Eu já quis ler esse livro mas todas as resenhas que li foram extremamente negativas, sem contar que minha experiência com a Gayle não foram muito boas. Ela é padrão John Green, tem muito nome por causa de um filme lançado, mas que não tem muito a oferecer em seus livros.
    Por isso, eu passo a indicação. Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  10. Oi Lu, tudo bem?
    Eu não li muitos livros dessa autora, apenas dois: Se Eu Ficar que eu odiei e Eu Estive Aqui que eu amei! Enquanto estava lendo a sinopse eu me lembrei exatamente de Sucher Punch, quando vi que você falou a mesma coisa achei o máximo, haha. Esse livro parece ser interessante, mas, não sei se arriscaria ler outro dela.

    Beijoooo

    ResponderExcluir
  11. Esse livro deve ser interessante é demais, até porque parece ser "real", sabe, foge da ficção, e é sempre bom ler um livro assim. Gosto da escrita dessa autora també, eu leria sem dúvida.
    Um Beijo
    wwww.leitorasvorazes.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá.
    Só li resenhas positivas desse livro, porém gostei de saber sua opinião, já li livros com aquela vontade porque todos falavam bem demais e quando estava lá me decepcionei um pouco.
    Então.. Valeu a pena ler para irar suas próprias conclusões.
    Gostei da opinião sincera.
    Beijos.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  13. Oi
    Pena que sentiu muita raiva da leitura, esse é um livro que não chama a minha atenção, já li dois livros da autora e gostei e quero ler um outro, mas esse não parece ser legal.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Lu,
    Eu tive essa mesma impressão com outro livro da autora. Acho boa a escrita dela mas ela não me cativa tanto assim.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu! Eu acho o enredo desse livro bem interessante, mas não quero passar raiva no momento não rsrsrsrs e acho que tb terei dificuldade em me conectar com os personagens.... rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  16. oi tudo bem?

    eu comprei esse livro, já faz uns 7 meses, mas não tive coragem de começar a ler, acho a capa bonita mas não rolou aquela química ainda.mas adorei a sua resenha e seu ponto de vista beijos

    Taynara Mello | Indicar Livros
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
  17. Oi
    Não sabia que a história abordava esse tema, me lembrou um filme que vi há muito tempo, o enredo era mais ou menos esse também.
    Realmente deve dar vontade de entrar na história e ir lá resolver tudo... Gostei da sua resenha e fiquei curiosa pra ler esse livro
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  18. Oie,
    já vi muita gente falando bem deste livro, mas não consigo curtir a premissa.
    quem sabe em outro momento

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz
    Sorteio Um ano Inesquecível

    ResponderExcluir
  19. A temática é interessante. Se você em algum memento sentiu aquela raiva dos pais de parecerem que estavam apenas passando a responsabilidade pra outra pessoa, já valeu de alguma coisa a leitura. Eu pelo menos sinto que vale ler algo, quando a história não te conta somente aquela história, mas te traz um aprendizado ou abre um questionamento.
    Apesar da sua resenha não ser das mais contentes com o livro, me despertou curiosidade. 😍

    www.cupidobrega.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi Luiza!
    "Falta de empatia": você disse tudo! Isso descreve muito bem a minha sensação ao ler "Se eu ficar". Para uma situaçao tão intensa, a personagem não tinha emoção nenhuma. Fiquei tão decepcionada que nunca mais quis ler nada da autora.
    E sabe que, dos livros dela, "O que há de estranho em mim" também tem a premissa que me parece mais interessante? Mas acho que não tem a menor chance de eu fazer isso.
    Pena que você se decepcionou também.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Olá Luiza,

    Li um livro da autora e gostei mas espera bem mais, esse pelo visto é na mesma pegada mas mesmo assim gostaria de ler....bjs.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Oi!!!
    Gosto muito da escrita dessa autora,com certeza eu leria e também por ele parecer ser "real".


    Beijos
    http://tonylucasblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.