03 novembro 2016

Resenha #105: Misery - Stephen King (Suma de Letras)

Título: Misery - Louca Obsessão
Título Original: Misery
Autor: Stephen King
Série: ---
Páginas: 326
Ano: 2014
Editora: Suma de Letras
Sinopse: Sua fã número um.
Paul Sheldon descobriu três coisas quase simultaneamente, uns dez dias após emergir da nuvem escura. A primeira foi que Annie Wilkes tinha bastante analgésico. A segunda, que ela era viciada em analgésicos. A terceira foi que Annie Wilkes era perigosamente louca.
Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho.
A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegará ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo.


Misery foi um dos quatro livros que escolhi para ler em outubro, num projeto de terror. O projeto flopou porque consegui ler dois e meio (O Cemitério), mas é isso aí e a vida segue.

Quando comecei a ler Misery, pensei que estaria preparada para tudo que viesse. Afinal, já havia assistido a adaptação. Ledo engano meu.

De todos os personagens que já li do King, acho que Annie Wilkes foi um dos melhores construídos. Além de sociopata, Annie era bipolar e isso era bem pior para Paul.

“Paul Sheldon descobriu três coisas quase simultaneamente, uns dez dias após emergir da nuvem escura. A primeira foi que Annie Wilkes tinha bastante Novril (na verdade, tinha muitos remédios de vários tipos). A segunda, que ela era viciada em Novril. A terceira foi que Annie Wilkes era perigosamente louca.”

No começo, Paul achava que Annie era só mais uma fã obcecada por ele. Porém, na primeira vez que ele a contraria, aí que o terror começa. Depois disso, Paul nunca sabia qual seria o humor de Annie quando ela entrava naquele quarto. Annie tinha variações de humor em questões de segundos durante uma simples conversa.

Em alguns momentos, chegava a dar pena de Annie, quando ela atingia o estado de depressão. Mas esse sentimento era logo substituído quando ela voltava ao seu estado normal.

Todos, inclusive Paul, achavam que Annie era só mais uma ex-enfermeira um tanto quanto burra. Annie foi uma das personagens mais inteligentes que já cruzei nessa vida. Apesar de vários de seus pensamentos serem bastante nublados por conta da sua condição, ela conseguia arquitetar tudo, sem esquecer de nenhum detalhe.


O livro todo é um terror psicológico e eu creio que esse é pior do que ler pessoas sendo mutiladas e afins. Era bem agonizante ver Paul sofrer nas mãos de Annie, principalmente quando ela o privava no remédio que estava medicando para sua recuperação. Isso quando ela não apela para o castigo físico. Doeu em mim o desespero de Paul.

O pior de tudo é que Annie acha que está fazendo um favor para Paul, o forçando a escrever mais um livro com a personagem que mais fez sucesso - Misery. Em certos momentos, Paul começa a achar que isso é verdade pois, como ele mesmo diz, O Retorno de Misery foi um dos melhores livros que ele escreveu. Com isso, ouso dizer que Misery foi um dos melhores livros que Stephen King escreveu.

“Você foi a Sherazade de si mesmo, pensou ele.”

Além de acompanhar o sofrimento de Paul, durante a leitura, também temos alguns pedaços sobre o livro que ele está escrevendo e achei bem legal isso. King deu uma amostra do “deixauver” nesses pedaços que eu fiquei com bastante vontade de conhecer mais sobre a história de Misery.

Comparando com o filme, apesar de terem sido bem “leves” em adaptar como Annie tratava Paul, Kathy Bates realmente incorporou o espírito da ex-enfermeira bipolar e psicopata, rendendo um Oscar de Melhor Atriz por essa atuação.*

Quando mais próximo chegava do final, eu ficava mais angustiada. Apesar de já saber o final, eu me pegava pensando se Paul iria conseguir se livrar de Annie. De certa forma, ele não conseguiu. Toda essa experiência o marcou profundamente.

Algum tempo atrás, eu li que Misery é uma metáfora da vida de Stephen, na época que ele era viciado em cocaína. Assim como O Iluminado foi baseado quando ele se “trancafiou” em um hotel, enquanto escrevia Carrie, A Estranha.

Assim como em Joyland e em seus contos em Escuridão Total Sem Estrelas, Stephen King mostra em Misery que o ser humano pode ser cometer atrocidades tão piores quanto monstros sobrenaturais.

*A primeira edição do livro foi lançada em 1987 e sua adaptação feita em 1990

26 comentários:

  1. Oi, Luiza! Tudo bem?
    Misery é um dos melhores livros do King, se bem que todos os livros que li dele são bons... Mas mesmo assim, tudo o que ele cria, Annie, Paul, Misery, são espetaculares. Li o livro antes do filme então tudo que acontecia era um surpresa. Cada atrocidade eu fica de olhos arregalados e boca aberta.
    Quando li Sobre a Escrita e King diz que Misery é "baseado" nele, foi tão chocante...
    Adorei a resenha!
    Bjs!

    -Ricardo, Blog Lapso de Leitura

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lu.
    Já ouvi falar muito bem desse livro do King, aliás meu moço já leu e vive insistindo para eu ler rs.
    E já até coloquei ele como meta já que o foco desse não é coisas sobrenaturais rs.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
  3. Oi, Luiza! Tudo bem? Meu Deus, eu sou louco para ler esse livro! Amo e acho a premissa dele genial. E seus comentários então... Só me fizeram querer ler ele o mais rápido possível. Adorei a resenha! :)

    Abraço

    https://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu, do autor eu li Carrie, A estranha e mais três livros, mas este ainda não, estou medrosa ultimamente. Fiquei curiosa com relação ao filme, é de mesmo nome do livro?

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o filme tem o mesmo nome, Misery. Aqui saiu como Louca Obsessão.

      Excluir
  5. Histórias que mexem com psicológico costumam me interessar, dessas que a gente fica semanas pensando. Mais um pra longa lista da pessoa que está sempre atrasada com a leitura. Ps. Se eu conseguisse ler 2 e meio por mês eu já tava dando saltinhos de alegria haha

    😍😍
    www.cupidobrega.com.br

    ResponderExcluir
  6. Nunca li :)
    Segui o blog, beijos
    Aqui fica o meu, se quiser seguir: www.prettyinpinkmc.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  7. Nunca li Stephen King, maaaaaas estou ensaiando há meses.
    De todas as sinopses e resenhas que já li, esse foi o que mais gostei até agora.
    Dá medo, mas não medo de terrorzão como O Iluminado, que eu tenho pavor e nunca li ou assisti, hahaha.
    E achei mais legal ainda saber que é uma metáfora, tem filme e a atriz ainda levou o Oscar.
    Acho que nesse posso me aventurar sem ter pesadelos macabros.
    :P

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  8. Nunca Li Stephen King e isso é uma vergonha rs, mas nunca li por causa do medo rs. Toda vez que leio uma resenha dos livros dele sinto vontade, como aconteceu agora com a sua :)
    Beijos,
    Juliana.
    http://www.fabulonica.com/

    ResponderExcluir
  9. Eu amo, amo, amo livros que abalam nosso psicológico e pela sua resenha esse com certeza vai fazer isso comigo!
    Estou com ele aqui, mas ainda tenho um na frente para ler, agora estou pensando em adiantar a leitura dele hehe
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
  10. Oi Lu,
    Eu meio que fujo de terrores psicológicos pois esses são os piores mesmo.
    Gostei muito da premissa do livro, mais não sei se teria coragem para ler.
    Bjs
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  11. Oi, Lu. Eu não li nada do King até agora mas fiquei bem curiosa sobre esse livro, parece ser muito bom. Eu quase não leio terror psicológico, então não sei bem o que esperar, mas acredito também que isso pode me abrir novos ares. Nunca assisti o filme e por isso eu nem conhecia a história, mas vou anotar!
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  12. Oi Lu! o Stephen é um autor que a cada livro que eu leio, me torno ainda mais fã, assim como M R Terci. "Misery" foi uma leitura incrível, e assim como você, conforme fui chegando ao desfecho fiquei ainda mais em pânico. Gostei muito de você ter feito uma comparação com o filme. Como não assisti, já sei o que posso esperar.
    Beijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá lindona,
    gostei da sua resenha, confesso que fiquei um tanto curiosa para ler esse livro, apesar de saber que tenho uma pilha aqui para ler ainda. rs
    Beijos.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  14. Oi, Lu.
    Já tinha te dito que éramos conterrâneos, e também que programação era algo em comum entre a gente, em um de seus posts, não lembro qual, mas acho que você esqueceu rsrsrs
    Falando sobre a resenha, eu tenho vergonha de dizer que nunca li um livro do Stephen King. O único contato que tive com ele foi quando assistir as adaptações de "Carrie, A Estranha".
    Adorei a premissa de "Misery" e esse terror psicológico, apesar de tenso, me agrada muito.
    Vou anotar na lista dos livros que desejo do King.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Menina,, eu só li um livro desse autor ¨a maldição do cigano¨ e fiquei tao impressionada e não li mais nenhum! hahahaha

    beijos

    https://lecaferouge.blogspot.com.br/2016/11/aviso-de-ferias.html

    ResponderExcluir
  16. Olá! Até que gostei bastante de Misery, mas confesso que não foi aquilo tudo que eu esperava. Ainda assim, achei a Annie uma personagem incrível. Beijos!

    https://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Lu!!

    Ler 2 livros de terror eu acho que é um bom número, ao menos pra mim que tenho muita dificuldade com o gênero. Não li nada do King ainda, mas se um dia eu tiver coragem de encarar não vou me esquecer da dica rs E adorei as fotos!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  18. Oi Luiza, tudo bem?
    Eu não li Misery, mas assisti ao filme e lembro que senti uma tremenda agonia com o sofrimento do Paul. Imagino que o livro seja muito melhor. Dica anotada.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  19. Acredita que nunca li nenhum livro do King? Shame on me, eu sei. Nunca sei por onde começar e sempre acabo não começando, hahahahaha. Mas esse livro parece ser ótimo e um bom início de leitura. Amo terror psicológico, então espero gostar bastante dele, hahahahaha. Adorei a resenha!

    Com amor,
    Steph • Não é Berlim

    ResponderExcluir
  20. Não conhecia esse livro.
    Também tenho variações de humor, hahaha
    Seguindo o blog, eu nao seguia O.o
    ✯ Instagram ✯✯ Blog Diamante Turquesa ✯✯ Fan Page ✯

    ResponderExcluir
  21. Sou fascinada pelas obras do autor e Misery é sem dúvidas uma das melhores que ele já escreveu... me revirei lendo esse livro de tanta angústia e pena de Paul. Quanto ao filme assisti outro dia e gostei bastante também!

    Beijinho
    EVENTUAL OBRA DE FICÇÂO

    ResponderExcluir
  22. Oi Luiza, tudo bem?

    Estou conhecendo seu blog agora e já estou amando. Minnions por todo lado? Adoroooo!

    Quanto a resenha, espetacular! Ainda não li nada do King (não, não Alien). Tenho um livro dele na minha estante, mas tenho receio de lê-lo. Mas ouço todos os dias comentários fantásticos sobre a escrita do King e logo mais estarei lendo algo (Prometo!) hahaha

    Beijos, Gnoma Leitora

    ResponderExcluir
  23. Oiii Lu

    A Kathy Bates me dá medo até hoje por causa daquele filme...rsrs, lembro daquele ar de psicótica dela... nossa aquela atriz é ótima.
    Ainda não li nada de Mr King, mas... quero criar coragem pra ler algo em breve, acho que começarei por Joyland que já me disseram que é o mais levinho dele...rsrs

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  24. Toda resenha que leio de King me faz ter vergonha de ainda não ter lido nada dele. #Fato

    Jaci

    ResponderExcluir
  25. oi tudo bem/?

    que muito ler esse livro, só tenho um do king
    mais não li ainda, acho que não estou preparada, ainda
    estou curtindo romances leves, terror não vai ser uma boa agora.
    sua resenha ficou top, já conhecia a história e só vejo elogios.beijos

    Taynara Mello | Indicar Livros
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.