15 setembro 2016

Projeto Cartas #6: Carta a alguém da família




Como já diz o título da postagem, a carta de hoje é para alguém da família. Eu tinha tanta gente pra mandar que foi difícil escolher uma só pessoa.

Oi, estranha!

Sim, estranha... Foi o que você se tornou para mim nesses últimos anos.

Crescemos praticamente juntas. Eu te considerava uma das minhas melhores amigas. De repente, você muda da água pro vinho e ainda diz que eu que mudei.

Foi então que percebi que seria melhor assim.



Então é isso aí, gente. Confiram as cartas dos blogs participantes:

10 comentários:

  1. Bem pequena a carta, Lu.
    Sempre tem aquela pessoa próxima que se torna uma estranha, né? Isso parece que acontece com todo mundo.
    Ótima postagem.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de setembro. Serão três vencedores, cada um ganhando dois livros.

    ResponderExcluir
  2. Oi Luiza,
    Isso tbm já aconteceu comigo, de familiares/amigos que se tornam estranhos.
    Mas acabei percebendo que é melhor ficar afastado e manter as boas lembranças do que forçar uma amizade e acabar piorando ainda mais a situação.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. OIee amore! Estava sumida, mas estou voltando aos poucos. Carta simples e objetiva. Sentimental!! Adorei...
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  4. Oi
    legal a carta, até pareceu eu falando para uma parente de segundo grau, eramos próximas não vivianos sempre juntos brincando, ai conforme ela cresceu resolveu incluir outro tipo de pessoas no seu circulo.


    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu! Faz anos que não escrevo uma carta, acho esta coluna legal por resgatar algo tão significativo.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Isso acontece normalmente.
    Infelizmente nesse caso essa pessoa foi meu pai.
    Art of life and books

    ResponderExcluir
  7. Oie Luiza =)

    Como passei a vida toda em outro estado não tenho nenhum vinculo com meus familiares =( me sinto uma ET perto deles.
    O único com quem eu costumava a trocar carta era com meu primo. Que por coincidência é a pessoa da família com quem mais converso.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  8. Oi Lu!

    As pessoas que costumam dizer que a gente mudou geralmente são as que de fato mudam. Adorei sua carta, simples e direta!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Oi Lu, sua linda, tudo bem?
    Relacionamentos familiares são muito complicados mesmo. Uma pena que tenha acontecido dessa forma, se tornarem estranhos. Sabe, sou uma apaixonada pro cartas, então, fiquei encantada com o projeto.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. hahahahha Lu não é de escrever muito, mas escreve TUDO hahahhaha
    Amei essa mini carta. Sempre tem isso né? Acho que é meio normal a gente ir se separando quando vai crescendo, mas é triste.
    Eu tenho uma família gigantesca e pouco tenho convivência com eles. Para mim, eles é que vivem naquela pequena bolha. E para eles, eu é que vivo isolada em uma. Vai saber né?
    Beijooooos
    https://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.