29 junho 2016

Resenha #69: Métrica - Colleen Hoover (Galera Record)

Título: Métrica
Título Original: Slammed
Autor: Colleen Hoover
Série: Slammed  #1
Páginas: 304
Ano: 2013
Editora: Galera Record
Sinopse: O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina.
Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor.


Encontre um equilíbrio entre a cabeça e o coração.

Não vou mentir que eu não tinha a mínima vontade de ler Métrica. Pois é, povo... Apesar de ler lido e amado O Lado Feio do Amor, Métrica nunca havia me despertado o interesse.

Vocês devem estar pensando por que li? Bom, eu li simples e puramente porque era o livro escolhido do clube esse mês. Pensei que eu não ia conseguir terminar de ler antes de chegar o dia, mas aproveitei um dia que estava sem internet e me tratei a ler.

Layken é uma menina de 18 anos, que perdeu o pai, e acabou de se mudar pra outra cidade junto com sua mãe e seu irmão de nove anos, Kel. Logo quando chega na nova casa, Kel faz amizade com um menino chamado Caulder e, por ele, Lake conhece Will. Apesar de serem atraídos um pelo outro, uma falta de comunicação pode atrapalhar tudo.

Ok… Uma pausa bem aqui… Que raios de combinação de nome foi essa?!?! Eu achei bem criativo, mas ainda assim…

Ela adorava o nome Layla, em homenagem à música do Eric Clapton. Meu pai adorava o nome Kennedy, em homenagem a qualquer um dos Kennedy [...] Eu tinha quase três dias de vida quando o hospital os obrigou a tomar uma decisão. Eles concordaram em pegar as três primeiras letras de cada nome e chegaram ao meio-termo: Layken. Mas nenhum dos dois jamais se referiu a mim dessa maneira.

O começo do livro não foi nada bom pra mim. Não sei se era porque eu estava lendo meio sem vontade, ou culpa de um certo mimimi entre Lake e Will... Eu estava levando a leitura com a barriga, até, lá pela metade do livro, o babado começa a melhorar. Melhorou tanto que eu nem percebi as páginas se passarem.

Nada é permanente. A única coisa que todos temos em comum é o inevitável: todos morreremos um dia.

Pra quem curte poesia, esse livro é um deleite. As poesias escritas nele são lindas, que dá pra você levar pra vida. Eu não sou uma pessoa de poesia, mas ainda assim gostei das recitadas. Eu só não entendi muito bem como funciona o slam sou meio tapada, mas enfim...

Não posso dizer muito da história, mas posso dizer o que aprendi com o livro. Aprendi que, apesar de termos nossas prioridades na vida, não podemos deixar de viver e apreciar as pequenas coisas. Eu, por exemplo, minha prioridade mor nesse momento é me formar e arranjar um emprego depois (porque nem só de leitura vive o homem, infelizmente), mas eu sei que não devo sacrificar o que me faz feliz, como, por exemplo, um livro, um episódio de uma série, sair com os amigos e por aí vai…

Não levem a vida tão a sério. Deem um murro bem na cara dela quando ela estiver precisando de uma boa surra. Riam dela.
E riam muito. Nunca passem um dia sem rir pelo menos uma vez.

Agora a pergunta que não quer calar: será que vou ler os outros livros da trilogia? E a resposta é não e explico por quê. Não irei ler porque 1- os motivos pelos quais eu li esse livro foram descritos acima, 2- desde que comecei a ler Métrica, eu coloquei na cabeça que iria ler só esse e acabou-se o que era doce, 3- eu gostei do final desse livro, bem fechadinho, e quero continuar com essa sensação e 4- acho que não vou ter paciência pro drama de Pausa.

Ah sim... Estava me esquecendo. Eu devo dizer que amei Caulder, Kel e Eddie. Os três passaram por tanta coisa na vida que os fizeram amadurecer muito rápido. Caulder e Kel, apesar disso, não deixaram influenciar sua infância e Eddie... Nossa, a história dela é uma das mais bonitas que já li.

Após uma resenha bem controversa, eu recomendo o livro porque, apesar de todos termos nossas prioridades na vida, nunca devemos deixar passar uma leitura.

20 comentários:

  1. Oi Luh, eu tentei comentar aqui mas deu erro. Vou tentar mais uma vez.
    Nunca li esse livro mas achei interessante ele abordar o assunto de prioridades. As vezes a gente meio que esquece de viver por focar constantemente em algo. Quem sabe dou uma chance para ele. Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  2. Olá, Luiza.
    Confesso que a trama desse livro não me chama tanto a atenção, assim como não chamava a sua. E se no começo tem mimimi, isso me desanima ainda mais.
    Por outro lado, gostei de saber que a obra tem um final fechado, então dá para ler só ela.
    A princípio, não leria. Porém, talvez, quem sabe, bem talvez mesmo, eu dê uma chance.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de junho. Serão quatro livros e dois vencedores!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lu...
    Eu li apenas o primeiro livro e depois desanimei da leitura.
    O pior é que todo mundo fala que deveria continuar, mas esses últimos dias dei uma desacelerada das leituras, estou na correria da gravidez.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
  4. Helloo, Lu! Tudo numa nice?!
    Eu li esse livro há algum tempo já, na época eu nem conhecia tanto a autora e o auê que as pessoas faziam por causa dela, mas fui conferir e na época eu gostei por demais. É claro que achei fubá o nome Layken. Acho uma coisa feia os pais quererem dar o nome dos filhos por causa de coisas que gostam ou juntar o nome da mãe e do pai para formar o nome da criança. É um baita de um egoismo. Não sabe o bullying que o filho pode sofrer na escola. Já vi cada raio de nome que vou te contar, viu. Mas enfim, voltando ao livro. Tirando essa parada de nome eu tinha gostado bastante. Hoje quando vejo resenhas do livro por aí e muitos falam que como foi o primeiro livro da Hoover ela cometeu alguns erros e a escrita não estava assim tão arrasadora. Hoje sou um pouquinho mais exigente e me pergunto se fosse reler o que iria achar. Mas enfim, eu também não curto poesias, mas depois desse livro eu passei e buscar um pouco mais do slam e hoje faço poemas, não poesias e também comecei a ouvir The Avett Brothers. É completamente o meu estilo de música. Indie é o melhor gênero!!
    Enfim, ótima resenha, Lu!
    Beijin...
    http://piecesofalanagabriela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu,

    Eu tenho esse livro, comprei na época que saiu, mas li resenhas e tal e o livro foi ficando lá, não tenho vontade de ler por agora não e nem tenho os outros livros da série.
    Gostei da sua resenha, bem sincera!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lu!
    Pra dizer a verdade, nunca me animei a ler nada da autora, não sei qual o problema, não me desperta um super interesse nas histórias dela. Mas todos falam super bem de métrica que tô quase comprando hehuuheu
    Ótima resenha!
    Beijos! :D
    Borboletas de Papel | Fanpage

    ResponderExcluir
  7. Oi! Não conhecia o livro. E pela resenha pude perceber que o enredo da história é bem interessante. Gostei da abordagem que o livro traz que são as prioridades da vida e que não podemos parar de viver para apreciar as coisas.
    Quero ler esse livro :)
    Adorei o seu blog, já estou seguindo.Poderia retribuir seguindo o meu?
    Beijos
    http://palavrass-ao-vento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Lu;
    Sabe que tenho um problema com leitura que começa se arrastando, eu super desanimo e a leitura leva meses para finalizar. Mas que bom que se embalou com o livro. Nunca li nada do autor, mas já ouvi falar dele e é um tanto aclamado, quem sabe um dia desses não dou uma chance.

    Beijos da Camila.
    http://cabinedeleitura1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, Luiza.
    Apesar de dizerem que esse é o melhor livro da autora, eu não tenho vontade de ler ele. Logo que lançou eu li uma resenha falando sobre a parte das poesias e como não gosto, perdi a vontade de ler. Gosto dela, mas esse eu não leria.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Oi
    que bom que apesar de tudo até que curtiu a leitura, confesso que eu não tenho interesse em ler, já vi várias resenhas negativas dele e desanimei,. A respeito de se formar e conseguir um emprego me formei em 2013 e estou a 1 ano e pouco desemprega e nunca tralhei na área que escolhi e agora estou aqui fazendo outra faculdade até conseguir trabalhar com marketing.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, Luiza,

    Métrica até que foi interessante para mim, mas Pausa foi frustrante. Então voce nao está perdendo nada.

    beijos,
    estilhacandolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olha, pra falar a verdade esse livros estava há um bom tempo na minha lista de desejados, mas ultimamente, quando vejo ele na livraria, não sinto a mínima vontade de lê-lo... Não sei, mas ele não me cativa. Porémmmm adorei sua resenha e, como você disse, nunca devemos deixar passar uma leitura né.
    Beijocas!
    Maria - doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu..

    Nunca li nada da autora. Talvez fosse um bom começo para eu conhecer. Mas as vezes acho que me encanto pelo teu jeito de escrever e vou esperando mais do livro.. rsrs

    Obrigada pela dica.

    Beijos;

    Blog Jovens Mães

    ResponderExcluir
  14. Oi Lu!

    Eu confesso que apesar de curtir poesia não me interessei muito não rsrsrs Mas que bom que ao menos deu pra tirar alguma lição!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  15. adorooooooooooooooooooooooo livros assim, que surpreendem no final o/

    http://www.16primaverasblog.com/

    ResponderExcluir
  16. adorei conhecer um pouco mais deste livro
    Linda um grande beijo ta juizo no corpo e na alma,
    Bom nao esquece de ir me ver tem um post super legal esperando por voce:
    http://www.politicamenteincorreta.com/

    ResponderExcluir
  17. Oi, Luiza! Parece que tiramos o dia de ontem para nos dedicar a CoHo, não é? rs.
    Você me disse que não tem vontade de ler "Talvez um dia", já eu não quero ler 'O lado feio do amor" de jeito nenhum. Nem métrica, embora me desperte uma pitadinha, bem pequena mesmo, de interesse. Mas li Nunca Jamais e amei, e me apaixonei perdidamente por "Maybe Someday".
    Um dia dê uma chance pra ele. =)

    Bjão.
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Lu, tudo bem?
    Eu não tenho vontade de ler nada da autora, confesso :P
    Mas a Tami me pediu muito para que eu lesse esse livro, então vou ver se consigo fazer isso :3
    Mas espero gostar mais do que você, tomara heheh
    E eu sei bem o que é empurrar um livro com a barriga :P
    beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Lu, tudo bem??
    Haha resenha controversa, gostei. Concordo contigo... devemos viver um dia após o outro com nossas prioridades e distrações, assim o equilíbrio fica bem... Eu sou suspeita em falar dessa série, porque eu amo.. já li os dois primeiros livros e gostei muito... foi através de Métrica que conheci a escrita de Colleen e não quero mais parar... xero!
    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Tenho muita vontade de ler algo da Colleen, penso que vou começar por Um caso perdido, que é o mais bem comentado dela, mas tb tenho Métrica aqui e achei bem interessante sua opinião sobre ele. Os pontos que levantou acerca da obra me deixaram curiosa, mas também me deixou alerta para não ir com tanta sede ao pote rsrs
    Abraço!

    Blog Histórias literárias
    http://bloghistoriasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.