27 junho 2016

Resenha #68: O Sorriso da Hiena - Gustavo Ávila

Título: O Sorriso da Hiena
Título Original: ---
Autor: Gustavo Ávila
Série: ---
Páginas: 304
Ano: 2015
Editora: Independente
Sinopse: Atormentado por achar que não faz o suficiente para tornar o mundo um lugar melhor, William, um respeitável psicólogo infantil, tem a chance de realizar um estudo que pode ajudar a entender o desenvolvimento da maldade humana. Porém, a proposta feita pelo misterioso David coloca o psicólogo diante de um complexo dilema moral.
Para saber se é uma pessoa má por ter presenciado o brutal assassinato dos seus pais quando tinha apenas oito anos, David planeja repetir com outras famílias o mesmo que aconteceu com a dele, dando a William a chance de acompanhar o crescimento das crianças órfãs e descobrir a influência desse trauma na vida delas.
Até onde ele será capaz de ir? É possível justificar um ato de crueldade quando, por trás dele, há a intenção de fazer o bem?


- Ninguém gosta de linguarudos.

Confesso que fiquei algum tempo na frente do documento em branco, pensando em como começar essa resenha. Bom, ainda não digeri toda a história, mas entrou na lista de melhores livros do ano.


O Sorriso da Hiena conta com três personagens principais: David, Artur e William. David viu seus pais serem assassinados na sua frente quando criança e, agora adulto, comete o mesmo crime para que William, um psicólogo, possa estudar e dizer se o crime influencia de forma negativa no desenvolvimento do caráter da criança. No meio disso tudo está Artur, o detetive com síndrome de Asperger, que está investigando os assassinatos cometidos por David.

Eu devo confessar que sou apaixonada por psicopatas/sociopatas. Por um tempo eu quis ser psiquiatra porque acho muito legal e assustador como a mente deles funcionam. No caso de David, ele acha que está fazendo um bem para a humanidade, matando os pais e deixando para que William as trate psicologicamente. Ele tem dúvida se é desse jeito por que nasceu assim ou por que viu seus pais serem assassinados.

Ao acordar com David, William cruza a linha da integridade. Até que ponto a pessoa deve ir por conta de sua ambição? William se deixou acreditar que ele também estava fazendo um bem para a humanidade, sendo cúmplice de David nos crimes.

“O mal é um estado natural do ser humano, que nasce sem a noção do que é certo ou errado, sem a consciência moral, agindo para saciar suas necessidades, movido apenas pelos seus instintos selvagens. Em um mundo onde o mal nasce com a gente, todos fariam qualquer coisa, sem apego à moralidade, para não sucumbir.”

Fazia algum tempo que não lia uma história nesse estilo e posso dizer que o livro não me decepcionou. Durante a leitura, diversas vezes fiquei me lembrando de uma frase do filósofo Rousseau: O homem nasce bom, mas a sociedade o corrompe. Mas será mesmo? Essa frase poderia resumir todo o plano de David e William.

- [...] Os pesquisadores estavam tentando desvendar o motivo dos sons emitidos pelas hienas. A maioria das pessoas acha que aquele som é uma risada, mas os pesquisadores chegaram à conclusão de que hienas de menor posição hierárquica no grupo, hienas dominadas, hienas frustradas, emitiam mais alto esse som que parece uma ‘‘risada’’.

Todos os personagens foram bem construídos, até os secundários. Porém, o que mais gostei foi do Artur porque, em certo momentos, eu me identifiquei muito com ele. Por ter síndrome de Asperger, ele tem dificuldade em interpretar emoções e socializar. É meio que um autismo mais fraco. Por ele ser policial, isso se torna bom e ruim ao mesmo tempo. Bom porque ele não deixa as emoções atrapalharem seu julgamento e ruim porque ele realmente não tem tato com as pessoas e bem direto, mesmo em situações que pedem sensibilidade. Agora, por que me identifiquei com ele? Não, eu não tenho síndrome de Asperger, mas às vezes sou muito direta em alguns aspectos que até sou dita como bruta. Pelas resenhas e alguns posts, vocês devem ter percebido que sou bem sincera com algumas coisas. Bom, existem pessoas que não gostam de tanta sinceridade assim #truestory

À medida que ia lendo, ficava tão envolvida nessa caçada que não queria que o livro acabasse. Sim, ele é um livro com uma temática bem pesada, mas que você não vê os capítulos passarem. Quando me espantei, já estava quase no final.

Falando em final… MEU DEUS QUE FINAL FOI AQUELE??? Eu fiquei bege do tipo me colore que estou bege. #chocadaney mesmo. Com todo o desenvolvimento, eu nunca pensei que poderia terminar daquele jeito. Achei ousado, diferente e tendência.

Gustavo começou a comercializar o livro de forma independente e a trouxa aqui só conseguiu adquirir o ebook. A boa notícia é que os direitos de publicação foram comprados pela Verus Editora #yay

Por isso, aos que ainda não leram, leiam. Leiam que não irão se arrepender.

22 comentários:

  1. Oi Lu,
    a algum tempo atrás eu vi esse livro no canal da Pam e lembro que na época me interessei muito pelo livro, mas sabe quando a gente acaba esquecendo? Aconteceu isso.
    Que bom que você falou sobre ele. Já vai ser um dos próximos da lista.
    Adorei a resenha.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  2. oi, oi.

    ain, eu amei a tua resenha e to muito curioso pra saber mais sobre a história. <3 assim como vc, eu tbm adoro livros com psicopatas/sociopatas, sei lá... a mente humana é um mistério e eu adoraria estudá-la. o meu tcc da faculdade, por exemplo, será um mini estudo sobre a mente de um estuprador.

    enfim. anotei o nome do livro aqui pq tenho certeza que vou adorar. <3

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
  3. Luiza, que resenha é essa? socorroney não tem como não ficar desejando o livro/e-book depois dessa resenha *0*

    •ENTRETANTO •

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lu. Tudo bem?
    Acabei, faz poucos dias, de assistir Dexter e a históriame lembrou muito a da série. Não tinha percebido o quanto gostei dessa temática até ler essa resenha.
    Não dava nada pelo título mas até essa síndrome de Asperger que faz do Artur um personagem ainda mais curioso me deixou pulando de vontade de ler!
    Consigo imaginar a razão pela qual já é um dos seus favoritos e já vou correr pra garantir o meu! :)

    Um beijo!
    Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  5. Menina, que livro é esse?? Eu também adoro acompanhar histórias de psicopatas, a mente deles é algo único e tenebroso que de certa forma fascina ao tentar compreender. E essa junção de personagens, principalmente pelo portador de asperger, imagino o quanto de estudo o autor precisou pra escrever de um jeito fiel, porque não deve ser nada fácil criar personagens como os que ele criou. Ah deus, preciso desse livro pra já!!

    ResponderExcluir
  6. Realmente este livro parece ser bastante intenso.
    Gostei da resenha.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Resenha maravilhosa amei a dica do livro não conhecia mais
    já gostei, tenha uma semana abençoada.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  8. Olá, Luiza.
    Já conhecia o livro lá do blog da Tamires. Ele me interessa, gosto de livros que abordem assuntos assim. E está na lista de futuras leituras. Que legal que a Verus vai lançar ele.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Tô bem curiosa para ler esse livro, sempre li boas resenhas.Beijos
    Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  10. CHOCADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAANEY PLMDDS ADOOOOOOOOOOOORO "LIVROS PSICÓLOGICOS" SEMPRE HÁ UM POUCO DE VERDADE NELES \O/

    http://www.16primaverasblog.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Lu! Tudo bem?
    Eu também amo coisas sobre psicopatas e também já pensei em fazer psicologia para entender o que se passa na cabeça dessas pessoas... É um assunto muito interessante, né?!
    O modo como você escreveu a resenha me deu muita vontade de ler o livro! Adorei saber que os direitos foram vendidos para a Verus :)
    Fiquei curiosa para saber até onde essa estória vai!
    Beijinhos

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  12. Uau!!! A Verus vai publicar!!! Que legal!!! Parabéns ao autor, eu não conhecia a história Lu, mas parece ser realmente impactante!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu, sua linda, tudo bem?
    Essa é a segunda resenha que leio desse livro, e você me lembrou porque eu queria tanto fazer essa leitura, o livro já está na minha lista. Como você adoro estudar a natureza humana, e não acredito que o homem seja exclusivamente produto do meio. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Já li muita gente falando bem desse livro, não sou muito fã desse gênero, mas esse parece ser daqueles livros bombásticos que precisamos ler!
    Muito boa a sua resenha, ainda bem que logo será publicado pela Veus!

    Beijos,
    Elidiane - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia esse livro, adorei a capa, lembra a série de TV Hemlock Grove, e essa história? Me deixou sem fôlego só lendo a sua resenha...já quero e que bom que a Verus publicará, parabéns ao autor!

    Daily of Books

    ResponderExcluir
  16. Ufa mulher, até que enfim vc leu o livro, pensei que nunca ia acabar! Hahaaha
    Só não superei o fato de você não ter classificado ele como "escândalo"! Hahahahahah

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  17. Que livro é esse??? Fiquei doida só de ler a resenha, imagina o livro! Quero ler já!
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
  18. Oie,
    não conhecia o livro e confesso que pela capa eu passaria longe, mas adorei a sua resenha.
    Parece ser uma boa história, mesmo não sendo meu gênero preferido rs

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi Lu,

    Isso de ficar de frente para um documento em branco tem me acontecido, a prova é que tenho algumas resenhas pra fazer e nada.
    Eu também sou bem direta, algumas pessoas falam que é patada, mas não é assim né, é meu jeito.

    Fiquei curiosa com o livro por causa da Síndrome e também claro por causa da cumplicidade nos crimes. Sem dúvida ler sua resenha me deixou muito curiosa com o livro e gostaria muito de ler.

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  20. Oi Luiza, tudo bem contigo ???
    Eu morro de vontade de ler esse livro. Após ter lido uma resenha incrível alguns meses atrás, me vi cheia de curiosidade e totalmente instigada pela história. Esse é o meu tipo de livro, aquele que te faz pensar, que te choca, que possuí suspense e é bem escrito.
    Fiquei muito feliz por saber que gostou e pode aproveitar essa leitura, mas posso esperar para ter a chance de ler essa obra também !!!

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  21. Luiza, adorei ler sua resenha. Fico muito feliz que tenha gostado tanto assim da história. Isso me enche de alegria e me motiva a continuar escrevendo mais e mais. Muito obrigado pelo carinho ;)

    ResponderExcluir
  22. Você reacendeu minha vontade de ler esse livro. Preciso!! Também gosto muito de histórias do gênero e personagens problemáticos, ver isso no cenário literário nacional é MUITO bacana. Com certeza vai pro topo de lista agora!!

    (Carol)

    Conhece o nosso blog? ourbravenewblog.weebly.com
    Estamos sempre retribuindo visitas e comentários de amigos blogueiros :)

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.