17 dezembro 2015

Música #4: Muse

Até agora estou me perguntando por que ainda não havia indicado essa banda linda maravilhosa e muito linda, uma das minhas favoritas EVER!

Muse é uma banda britânica de rock de Teignmouth, Devon, formada em 1994. Seus membros são: Matthew Bellamy (vocal, guitarra e piano), Christopher Wolstenholme (baixo, voz secundária e teclado) e Dominic Howard (bateria e percussão). O estilo é um misto de vários gêneros musicais, incluindo rock alternativo, música clássica e eletrônica. O grupo tornou-se, em 16 e 17 de junho de 2007, a primeira banda a lotar o recém-reformado Estádio de Wembley em Londres.

Muse conquistou vários prêmios ao longo da sua carreira, incluindo cinco MTV Europe Music Awards, cinco Q Awards, nove NME Awards, dois Brit awards, quatro Kerrang! Awards e um American Music Awards. Foi nomeado para três prêmios Grammy, ganhando o prêmio de Melhor Álbum de Rock por The Resistance. Em meados de 2012, a banda já tinha vendido mais de 15 milhões de cópias em todo o mundo.

Os membros do Muse tocaram em bandas diferentes durante os anos que estudaram na Teignmouth Community College e no Coombeshead College no começo dos anos 90. A formação da banda começou de fato quando Bellamy se deu bem em um teste para guitarrista na banda de Dominic Howard. Então eles perguntaram a Chris Wolstenholme, que tocava bateria na época, se ele poderia aprender a tocar baixo e então se juntar a banda. Wolstenholme aceitou e começou a aprender o instrumento.

Em 1994, a banda se chamava Rocket Baby Dolls e então foram participar de uma competição de bandas e eles venceram, destruindo seus instrumentos no processo. "Deveria ter sido um protesto, uma aclamação," Bellamy lembrou, "então nós acabamos vencendo, o que foi um choque. Um grande choque. Depois disso, nós começamos a nos levar a sério." Logo após o termino da competição, os três decidiram não entrar para a universidade, largar os empregos e se mudar para Teignmouth. O nome "Muse" foi inspirado pelo professor de arte de Matt Bellamy. O professor Samuel Theoun mencionou a palavra "Muses". Matt então procurou a palavra no dicionario e decediu abreviar para "Muse". Os outros integrantes da banda gostaram porque achavam que o nome pequeno ficaria bem num pôster.

Depois de alguns anos montando uma base de fãs leais em sua região, o Muse passou a tocar em Londres e em Manchester. A banda se reuniu então com o produtor musical Dennis Smith, dono da Sawmills Studio, situada em Cornwall. A reunião acabou com o acerto para a gravação e lançamento do primeiro EP do grupo que foi gravado na casa-gravadora Dangerous, e a capa do EP foi desenhada por Howard. O segundo EP, intitulado Muscle Museum EP, alcançou a posição n° 3 na indie singles chart e atraiu atenção da rádio britânica de Steve Lamacq assim como a da conceituada revista de música inglesa NME, onde ganharam uma publicação. Dennis Smith apresentou a banda para Safta Jaffery, fundador das empresas SJP/Dodgy Productions, que tinha acabado de fundar uma gravadora chamada Taste Media. Muse decidiu assinar um contrato com Smith e Jaffery que produziu seus primeiros três álbuns, Showbiz, Origin of Symmetry e Absolution, com a Taste Media.

Durante a produção do seu segundo álbum de estúdio, Origin of Symmetry, a banda decidiu tentar adicionar alguns instrumentos novos como Órgão, um Mellotron e um novo kit de bateria. A voz de Bellamy começou a soar mais alto, além de mais solos e arpejos na guitarra e introduções com o piano. Bellamy citou Jimi Hendrix e Tom Morello (de Rage Against the Machine & Audioslave), como sua maior influência nos elaborados solos e riffs de Origin of Symmetry e também as constantes trocas de guitarra de Bellamy para atingir diferentes efeitos nos solos. O álbum também mostra um cover com novos arranjos da música de Anthony Newley e Leslie Bricusse, chamada "Feeling Good".

Em 2003 veio o álbum Absolution, produzido por Rich Costey. O álbum soltou singles de enorme sucesso como "Time Is Running Out" e "Hysteria". Muse acabou saindo para uma turnê internacional com shows lotados. Isso durou pelo menos um ano e o eles visitaram vários países como Austrália, Nova Zelândia, Estados Unidos, Canadá e França. Enquanto isso a banda lançou mais três singles ("Sing for Absolution", "Stockholm Syndrome" e "Butterflies and Hurricanes"). A turnê nos Estados Unidos começou estranha em 2004 quando Bellamy se machucou no palco enquanto se apresentava em Atlanta. Mas a turne recomeçou depois de alguns dias.

Eles acabaram ganhando dois MTV Europe awards, incluindo por "Melhor banda Alternativa", e o Q Award por "Melhor performance ao vivo". No final de 2004, a Vitamin Records lançou The String Quartet Tribute para Muse pela The Tallywood Strings, que era um álbum instrumental acústico com músicas do Muse. Muse também recebeu um prêmio de "Melhor performance ao vivo" do BRIT Awards de 2005.

Em julho de 2006, o Muse lançou seu quarto álbum de estúdio, co-produzido por Muse e por Rich Costey, intitulado Black Holes and Revelations. O álbum foi oficialmente lançado no Japão em 28 de junho de 2006, na Europa em 3 de julho de 2006 e na América do Norte em 11 de julho de 2006. O álbum ficou em primeiro lugar nas paradas no Reino Unido, em grande parte da Europa e na Austrália. O disco também foi um sucesso nos Estados Unidos, chegando ao número 9 nas paradas da Billboard 200. Black Holes and Revelations foi nomeado em 2006 para um Mercury Music Prize, mas perdeu para o Arctic Monkeys. O álbum conseguiu, contudo, ganhar um Platinum Europe Award depois de vender 1 milhão de cópias no continente europeu. O tema e o título do álbum foram resultado da fascinação da banda por ficção científica e corrupção na política. Em agosto de 2006, Muse gravou um show ao vivo no Abbey Road Studios para o Live from Abbey Road.

O primeiro single do álbum, "Supermassive Black Hole", foi liberado para download em 9 de maio de 2006 e foi seguido por um clipe dirigido por Floria Sigismondi. O segundo single, "Starlight", foi lançado em 4 de setembro de 2006. "Knights of Cydonia" foi liberado nos Estados Unidos como single em 13 de junho de 2006 e no Reino Unido em 27 de novembro de 2006. Ele também tem um video promocional de 6 minutos filmado na Romênia e foi também lançado no videogame Guitar Hero III: Legends of Rock. O quarto single do álbum foi "Invincible", que foi liberado em 9 de abril de 2007. Outro single foi "Map of the Problematique", que foi liberado para download em 18 de junho de 2007, seguida por um show da banda no Wembley Stadium

Em 2 de fevereiro de 2009, o Muse começou a gravar seu quinto álbum de estúdio. O microcuts.net, um site de música, afirmou que a gravadora planejava lançar o álbum em Setembro de 2009 e então começar uma nova turne pela França, por Portugal e provavelmente boa parte da Europa. Em uma entrevista para a BBC 6 Music, Bellamy comentou que o álbum possui forte influência da música clássica. Em 22 de março de 2009, a banda anunciou através do seu website e do seu Twitter que o título do seu novo álbum seria The Resistance e que uma das faixas se chamaria "United States of Eurasia". Em 16 de junho de 2009, o site oficial do grupo revelou a data do lançamento oficial de The Resistance. O álbum foi lançado em 14 de setembro de 2009. O primeiro single foi "Uprising". O terceiro single retirado do álbum foi lançado em 22 de fevereiro de 2010, a canção "Resistance", sendo que seu video clipe foi gravado durante um concerto que a banda fez em Madrid em novembro de 2009

Em 12 de julho de 2010, o baixista Chris Wolstenholme informou a revista NME que a banda tiraria um tempo de folga depois da conclusão da turnê mundial de apoio ao CD The Resistance. Ele também falou que a banda iria "definitivamente" começar a trabalhar com músicas novas para um novo álbum que seria lançado em 2011. Também em uma entrevista para a NME em 8 de setembro, Matt Bellamy disse que a música deste álbum seria mais "pessoal" e mais apropriado para shows pequenos ao contrário das últimas turnês do grupo em estádios e grandes arenas. Bellamy também estipulou uma nova data para o lançamento do novo trabalho, em 2012.

Em agosto, a banda confirmou que estava trabalhando num novo álbum, com várias ideias diferentes de tudo o que já fizeram, com lançamento previsto para outubro de 2012. Logo em seguida, Bellamy também confirmou o lançamento do novo disco para o outono de 2012.

Em 6 de junho, a banda confirmou em seu site oficial o lançamento do novo trabalho no Reino Unido para 1 de outubro de 2012. Ele foi intitulado The 2nd Law. Em 27 de junho, a canção "Survival" fez sua estréia no programa de Zane Lowe na BBC Radio 1 e se tornou a primeira faixa confirmada do álbum. No mesmo dia, a canção foi corfirmada como a música oficial dos Jogos Olímpicos de Verão de 2012. Em 13 de julho, a banda divulgou as faixas do álbum com a duração de cada música. Em 20 de agosto, foi a vez da canção "Madness" ser lançada pela BBC Radio.

O álbum foi lançado oficialmente em 1 de outubro na Inglaterra, no dia 2 nos Estados Unidos e no dia 3 no Brasil. O The 2nd Law acabou estreando nas primeiras posições das paradas dos mais vendidos em mais de uma dúzia de países, se tornando um grande sucesso de público e crítica tanto na América do Norte como na Europa

Depois de encerrar uma bem sucedida turnê mundial, o grupo tirou um pequeno período de férias e em abril de 2014 eles voltaram ao estúdio para trabalhar seu sétimo disco. As gravações terminaram no começo de 2015 e o álbum, intitulado Drones, foi lançado oficialmente em 5 de junho de 2015. A 12 de março, a primeira canção promocional liberada, a música "Psycho", que foi bem recebida pelos críticos e fãs. Já o primeiro single oficial veio no fim do mesmo mês, sendo a canção "Dead Inside", que também ganhou um vídeo clipe. A banda então saiu em turnê fazendo shows pelo mundo.

Drones foi um sucesso comercial, estreando em primeiro lugar nas paradas do britânicas e americanas. Contudo, ele vendeu, comparativamente, menos cópias que seus antecessores. Ainda assim foi também o primeiro disco do Muse a alcançar o topo da tabela dos mais vendidos nos Estados Unidos em sua primeira semana (84 000 cópias, sendo 79 000 unidades físicas). A crítica especializada ficou um tanto dividida com o álbum, mas em geral a recepção foi boa pelos meios de comunicação.

Confesso que conheci Muse (e outras bandas maravilhosas) na trilha sonora de Crepúsculo, ao ouvir Supermassive Black Hole. De início, eu achei um cadinho estranha, mas depois me acostumei. Então, sou super fã dessa banda. No final de 2013, tive a oportunidade de ir ao show deles e foi um dos melhores dias da minha vida. Apesar de ter sido espremida na frente do palco e, no final do show, ter a sensação que fui batida dentro de um liquidificador, foi tudo muito lindo.

Uma listinha de músicas pra quem quer começar:
- Undisclosed Desires
- Supermassive Black Hole
- Neutron Star Collision
- Plug In Baby
- Supremacy
- Madness
- Survival
- Stockholm Syndrome
- Liquid State
- Feeling Good
- Time Is Running Out
- Starlight
- Knights of Cydonia
- Guiding Light
- Uprising

- Hysteria

Música preferida de todas – Undisclosed Desires (faixa 3 do álbum The Resistance)

Primeira música que ouvi – Supermassive Black Hole (faixa 3 do álbum Black Holes and Revelations/faixa 1 do álbum Twilight Soundtrack)

Último clipe lançado – Dead Inside (faixa 1 do álbum Drones)

Álbuns
- Showbiz (1999)
- Origin Of Symmetry (2001)
- Absolution (2003)
- Black Holes and Revelations (2006)
- The Resistance (2009)
- The 2nd Law (2012)
- Drones (2015)

EPs
- Muse (1998)
- Muscle Museum (1999)
- Random 1-8 (2000)

Singles
- Uno
- Cave
- Muscle Museum
- Sunburn
- Unintended
- Plug In Baby
- New Born
- Bliss
- Hyper Music/Feeling Good
- Dead Star/In Your World
- Stockholm Syndrome
- Time Is Running Out
- Hysteria
- Sing for Absolution
- Apocalypse Please
- Butterflies and Hurricanes
- Supermassive Black Hole
- Starlight
- Knights of Cydonia
- Invincible
- Map of the Problematique
- Uprising
- Undisclosed Desires
- Resistance
- Exogenesis: Symphony
- Neutron Star Collision (Love Is Forever)
- Survival
- Madness
- Follow Me
- Supremacy
- Panic Station
- Dead Inside

Fonte: Muse

18 comentários:

  1. Oie,
    não sabia nada da banda, mas já escutei algumas músicas por acaso em alguma playlist kkkkk

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Luiza! Tudo bem? Menina, eu curto muito o som do Muse! <3<3<3 A música que mais curto deles é "Supermassive Black Hole"! Parabéns pelo post!

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não sou fã da banda, mas algumas músicas deles são ótimas.
    Ótima postagem.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de dezembro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu!
    Eu sempre via Undisclosed Desires na MTV e gostava do som, mas depois que me mudei e perdi o canal, deixei de acompanhar por nenhum motivo mesmo haha Muito bom você ter feito este post, senti nostalgia ao rever o vídeo, e serviu para eu conhecer mais da banda e novas músicas. Eles realmente mandam bem!
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Muitoooooo amor por MUSE!!!! *---------------*
    Arrasou na dica!
    MUNDO! Vocês precisam ouvir isso...
    shAIUshAUIHSAs

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    pausaparapitacos.blogspot.com.br | @pausaparapitacos | facebook.com/pausaparapitacos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Luiza!
    Nossa, curti muito o som deles. Não conhecia, mas acho bem provável já ter escutado algo deles sem nem saber, são realmente muito bons.

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Estou junto contigo haha os conheci por conta do filme Crepúsculo e de vez em quando ouço algo deles, eu gosto do trabalho deles apesar de não acompanhar fielmente. E eles tem uma baita história, hein? Gostei de conhecer mais um pouco deles.

    Beijos
    Passaporte Literário

    ResponderExcluir
  8. Oiii Luiza

    Não conhecia essa banda e fico impressionada com a longa trajetória que eles tem... As músicas e o estilo são bem legais

    Beijokas

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  9. Oi...
    Eu AMO essa banda ! Descobri ela através de um amigo em meados de 2008, mas, não foi por causa de Crepusculo rsrs ... Foi indicação mesmo .
    As minhas músicas preferidas são : Resistance , Undisclosed desires e Supremacy.

    Adorei o post !
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, oi.
    Dá para ver que você realmente ama essa banda,hen? Se empolgou, que contagiante! rs
    Não conhecia, vou dar uma olhada nas músicas!

    http://blogexplicita.blogspot.com.br/

    Participe do sorteio de um livro no meu blog: http://goo.gl/i03FzM

    ResponderExcluir
  11. Olá, Luiza.
    Em primeiro lugar parabéns pela postagem, super completa. Eu ainda não conhecia eles, não sou muito ligada em musicas hehe. Mas gostei muito de ler sobre como eles iniciaram a carreira.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Meu instrutor na academia tem posto aquela primeira música nas aulas de spinning, eu nem sabia de quem era...

    Beijo, Vanessa Meiser - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Só ouvi uma música dessa banda até hoje, porque era da trilha sonora de Crepúsculo haha! Adorei a dica, vou procurar ouvir mais!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Gosto de algumas musicas dessa banda apesar de não ser muito meu estilo.

    Beijoss

    http://mamaeisabebearthur.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi
    legal esse poste explicando bastante do grupo, eu conheci eles pela trilha sonora de Crepúsculo e acho até interessante, mais faz tempinho que não escutava nada.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Também conheci em Crepúsculo hahaha não sou fã, mas curto algumas músicas deles. Você foi no show que teve esse ano? :D

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "O Projeto Rosie", vem conferir!

    ResponderExcluir
  17. Oii, eu já fui muito viciada em uma música da banda cujo nome eu não lembro que passava na MTV (antes de ficar metida e ir pra um canal fechado). Acho o som deles bem maneiro \õ/
    Bjs,
    Bipolaridades
    Novo post: Esmalte degradê + A Biblioteca da Ally (parte II)

    ResponderExcluir
  18. Flor!!
    Te marquei em uma Tag ;)
    Como ela é bastante vista por aí, você já pode até ter feito, mas não tem problema nenhum.
    Beijo grande *.*
    Sankas Books

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.