24 novembro 2015

Resenha #10: O Irresistível Café de Cupcakes - Mary Simses (Paralela)

Título: O Irresistível Café de Cupcakes
Título Original: The Irresistible Blueberry Bakeshop & Cafe
Autor: Mary Simses
Série: ---
Páginas: 288
Ano: 2014
Editora: Paralela
Sinopse: Ellen é uma advogada de Manhattan e seu noivo está prestes a se tornar um importante político. Tudo em sua vida parece estar perfeito e no caminho certo. Até que ela decide realizar o último desejo de sua avó e entregar em mãos uma carta. Para isso, ela precisa ir para Beacon, uma charmosa cidadezinha do interior. Entre cupcakes de blueberry e deliciosas rosquinhas, Ellen desvenda os mistérios da vida de sua avó. Aos poucos, ela descobre os simples prazeres da vida e que "perfeito" nem sempre é o que parece.


Receita para uma história fofa e deliciosa: muito café com cupcake e uma quantidade considerável de história de amor

O Irresistível Café de Cupcakes conta a história de Ellen Branford, uma advogada bem-sucedida que, a pedido da avó, vai até Beacon, uma cidadezinha do interior do Maine, para entregar uma carta ao seu amor do passado, Chet Cummings. Logo na sua chegada, ao se distrair tirando fotos, Ellen cai no mar gelado e teria sido levada pela corrente se não tivesse sido salva por Roy, um carpinteiro local com os olhos mais azuis que ela já viu na vida.

O que era para ser uma estadia rápida, acaba se tornando viagem ao passado de sua avó que ninguém da sua família conhecia. Quanto mais vai descobrindo sobre sua avó, Ellen começa a refletir e pensar no que realmente quer da vida.

Quando comecei a ler esse livro (escolhido do mês para o clube do livro), eu já esperava encontrar um chick-lit fofo e sobre cupcakes. Imaginei que Ellen acabaria ficando na cidade, vendendo cupcake pelo resto da vida e casada com seu salvador. Só posso dizer que minhas expectativas foram atendidas.

Se você espera logo ver sobre o tal café, vai ter de aguardar um cadinho. Porém, temos outras comidas para nos deliciar e ficar com água na boca. Ellen era daquelas mulheres que não colocava algo no organismo que não fosse livre de carboidratos, proteínas e etc. Ou seja, pra mim, ela só comia folha. É muito engraçado ver a mudança nos hábitos alimentícios dela. Parece comigo quando tento entrar numa dieta hoje e amanhã me chamam para um aniversário de criança, cheio de bolo e docinhos.

Diferente das heroínas de chick-lit, Ellen é uma mulher sucedida, segura de si e está prestes a casar. Ela só não tem tanta sorte com alguns acontecimentos que lhe ocorrem em Beacon, o que rende algumas cenas engraçada com ela tentando se livrar dos constrangimentos.

O bacana do livro é o crescimento de Ellen. Quando ela chega na cidade, ela realmente é uma mulher chata, daquelas de olhar torto para você se estiver fazendo algo que, segundo ela, estaria de fora dos padrões. Mas, com o tempo passando, ela vai percebendo que a cidade e seus habitantes tem seu charme e começa a ver a vida de um outro ângulo.

O mistério da carta é resolvido logo nos primeiros capítulos e abre espaço para outro mistério: afinal, quem era Ruth?. Ellen vai descobrindo coisas novas sobre sua avó que ela nunca contou para ninguém. Esse detalhe me levou a pensar que nunca conhecemos uma pessoa de verdade. Muitas, para fugir do passado, acabam omitindo essa parte da vida e acho que nem depois de mortas conseguiremos descobrir tudo.

Está na cara que teremos um triângulo entre Ellen, Roy e Hayden – o noivo. Graças a God que não foi um triângulo mimizento porque de mimizento já não bastava o noivo. Já era team Roy desde antes do Hayden entrar em cena. Fora que um cara com a personalidade do Hayden não faz muito meu estilo. O que falar de Roy? Ele é o tipo cara do interior, charmoso e metido a machão, mas que é um doce de pessoa. Sem contar nos olhos azuis que Ellen vive falando toda vez que o encontra. Voltando à Ellen, tadinha, dá pra entender por que ela fica dividida. Imagina você, três meses para casar, começa a sentir algo por outra pessoa? Realmente a vida não é fácil. Mas, como todo chick-lit, o casal final já é previsível na metade do livro mas, ainda assim não deixa de ser fofo o desenrolar.

Apesar de ter achado o desenrolar fofo, isso me incomodou um pouco. O livro todo ocorre em CINCO DIAS. Me senti lendo algo parecido com os livros de House Of Night (tristeza que ainda tenho de terminar, God!). Fora que é praticamente impossível você realmente amar alguém depois de cinco dias. Creio que, se a passagem de tempo fosse mais longa, era mais plausível.

Uma ressalva para falar da melhor pessoa do livro: Paula, a recepcionista do hotel. Eu queria essa mulher na minha vida para sermos amigas porque tenho certeza que nos daríamos bem. As melhores tiradas da história saem da boca dessa mulher.

Ao ler essa resenha, você pode sentir a sensação de estar vendo o roteiro de comédia romântica. Desde o começo da leitura, eu sabia que seria algo assim, clichê e sabia que eu iria me agradar. Muitos reclamam de clichês mas, se é um clichê de um gênero que você gosta e ele foi bem elaborado, vai sempre se sentir em casa, como eu me senti. Seria melhor se eu tivesse uns cupcakes para acompanhar a leitura mas, não deu para eu fazer #todoschora

A escrita é bem leve e fluída, se tornando uma leitura divertida e para passar o tempo. Confesso que foi bom pra eu dar uma pausa em guerras, espadas e mundos de escravas sexuais. Por isso, recomendo esse livro para todos aqueles que querem espairecer a mente de dramas desnecessários e só querem passar o tempo com um bom livro.

17 comentários:

  1. Oi, Luiza.

    Eu necessito urgente deste livro por uma simples razão: a capa.
    Que capa linda! Apaixonado por esta capa. De verdade!

    Sua resenha está muito boa e relatando pontos positivos e negativos, isso é muito bom para que o leitor decida a próxima aquisição. Parabéns! :)

    Beijos!

    Participe do sorteio #SomosTodosIguais no Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  2. Acheeei a capa super bonitinha e chick-lits são sempre bons para relaxar entre leituras mais pesadas. Só o fato da história ser chiclê é que me afasta um pouco, mas deve ser bem levinho!

    Beeijo
    Resenhando Sonhos

    ResponderExcluir
  3. Oi Luiza!
    Eu amo um drama, mas as vezes é necessário relaxar e ler um livro leve, né?
    Vou anotar aqui, me animei a lê-lo.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ameiiiii! Sobre essa resenha, juro como não conhecia esse livro. Porém já adorei logo de cara pela capa e agora, sabendo só que se trata. Me apaixoneiiii! Vou colocar logo na listinha do Black Friday!

    Visita lá! Se seguir deixa um comentário c o link do seu p eu rtb -> http://meninadalivraria.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Adoro ler livros com temáticas divertidas, já ouvi falar dessa obra e tenho vontade de ler, mas nunca surgiu a oportunidade, gostei da sua resenha.
    Beijos
    http://amandastale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá flor ^^

    Esse livro parece roteiro de filme da Sessão da Tarde, que leve parece ser!
    Nunca li nada autora, mas talvez leia o livro porque sou apaixonada por chick-lits.

    Bjks,

    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá, Luiza.
    Essa é a primeira resenha que leio desse livro e já quero ele. Eu amo um chick-lit, ainda mais quando é um bom clichê. Lendo lá no começo da sua resenha já dá para saber o que esperar da história e acho que vou amar. Ainda bem que o triangulo não é chato, porque já estou cheia de triângulos amorosos nos livros.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi Lu!
    Não conhecia o livro e a autora, mas gostei bastante da resenha, amo clichê, se não forem chatos hahaha
    Beijos,
    Borboletas de papel

    ResponderExcluir
  9. Oi Luiza!
    Eu adorei sua resenha e fiquei bem interessada no livro. Eu acho a capa bonita e estava bem curiosa para ler uma opinião a respeito de livro. Vou querer conferir.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá.. tudo bem??
    Nossa, eu não curto ler muito chick lit, mas confesso que tenho uma quedinha por comédias românticas... adoro... porém a sua resenha me cativou e assim que eu tiver a oportunidade com certeza vou ler este livro... gostei da premissa... e do triângulo amoroso. Só não curto essas passagens rápidas demais... isso me incomoda, mas ai tiramos de letra se a história prende... você tem uma forma maravilhosa de resenhar... tenho gostado demais de passar aqui e conferir as resenhas que escreve... parabéns... Xero!!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Lu!
    Como não amar chick-lit? Eu sempre amo <3 É um gênero muito divertido
    Uma amiga leu esse e adorou, e ja havia me recomendado. Em breve pretendo ler.

    Abraços
    David
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi
    esse livro parece ser leve e fofo, tenho curiosidade de ler ele,
    pena que a o livro só se passa em 5 dias, eu também acho estranho em se apaixonar apenas por cinco dias. Boa resenha a sua.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu! O jeito da mocinha quando chegou na cidade me lembrou a protagonista do seriado Hart of Dixie. Eu ainda não li este livro e fico contente em saber que a protagonista foge do estereotipo das personagens deste tipo de livro, inovar é sempre bom. Adoraria ler.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  14. Oi ...
    Li esse livro recentemente e amei ! É um chick lit bem clichê , mas , é bem agradável :)
    Amei sua resenha .
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Ooi! Olha, não sou muito fãaa de chicklit, então sempre evito essas leituras. Apesar de ler elogios sobre esse livro eu não consigo me interessar por essa premissa, mas vejo que agrada bastante as leitoras.


    Beijos
    SIL ~ Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  16. Que legal, não conhecia o livro e nem mesmo a autora. A história tem uns pontos bem legais, apesar de não serem os meus preferidos são interessantes. Adorei sua escrita, está de parabéns! Bjssss ❤️

    Segue lá -> Blog Menina da Livraria

    ResponderExcluir
  17. Faz tempo que desejo ler esse livro (desde que era lançamanto) e sempre vou adiando... o título me deixa muito curioso. Acredito que em um futuro mais breve eu tomo vergonha e leio logo ele. hhhaha
    Alexandre do blog Do Que Eu Leio
    @_alexandremelo

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.